sexta-feira, 13 de março de 2009

Blog subnutrido

BLOG SUBNUTRIDO


Sabem?...quando a gente está em casa, cheios de fome, mesmo cheiinhos, e não tem nada pr’a comer? Quer dizer, o ter até temos, estão lá, num saquito de plástico em cima duma prateleira onde param umas garrafitas de gasosas e afins, dois papo-secos…rijos, mesmo secos. Sabem?... Assim está o meu blog hoje, cheiinho dela, larica da bera, e eu sem nadinha, ou quase…Que se fique com este naquito de broa – quase estufa de bolor -, e já é um pau! Vá, mastiga devagar, “real” cabo das tormentas, deglute bem! Não estamos em tempo de estragação.




Carlos Jesus Gil

16 comentários:

GMV disse...

Como rejeitar este "naquito de broa"??


Beijo de boa noite [deglutindo...]

Peter Pan disse...

Uma situação descrita fabulosamente de todos os que possuem tudo e outros que nada possuem.
Genial, Amigo.
Uma forma admirável de ver a vida. De senti-la em si e em tudo o que faz com talento e brilhantismo.

Abraço amigo de respeito.

Peter Pan

Darwin disse...

Caro amigo Gil,

Em primeiro lugar, acho que os blogs não se medem pelos comentários, mas pela sua qualidade.
Pessoalmente gostos de blogs que usam a internet para publicação de bons conteúdos em língua portuguesa, e que não se concentram apenas no seu aspecto lúdico.
A troca de ideias é algo essencial para que possamos evoluir. Partilharmos as nossas experiências e conhecimentos, e receber feedback aos nossos comentários, é sem dúvida uma excelente forma de motivação.
A motivação é um aspecto muito importante nos blogs, pois é muito fácil de perder motivação, difícil é recupera-la. É preciso estarmos motivados para fazer as coisas. Se não quisermos aprender algo sobre determinado assunto, dificilmente iremos aprender, certo?
A falta de feedback a um comentário, pode levar um comentador a sentir-se desmotivado e nunca mais voltar.

Bom fim-de-semana!

Daniel Savio disse...

Uia, como assim desnutrido?

Sempre gostei do que há aqui, mas por que essa idéia então?

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.

batutaemeia disse...

Não está nada subnutrido. Muitos posts e bons. até este.

Senhor Darwin, penso que o gil estava a referir-se a ele próprio. Não estava a falar dos comentários. A GMV e o Daniel também compreenderam o que eu compreendi.

Darwin disse...

Batutaemeia,
Ok, até posso ter compreendido mal, mas ficou aqui manifestada a minha opinião. O seu comentário, fez-me lembrar a história de um jovem que procurou num antigo convento, um velho homem que diziam ser sábio. O jovem empurrou a pesada porta de madeira, entrou e apesar da pouca luminosidade, localizou o ancião sentado atrás de uma enorme escrivaninha, com um capuz a cobrir-lhe parte do rosto. De forma estranha, apesar do escuro, fazia anotações num grande livro, tão velho quanto ele. O Rapaz aproximou-se e com todo o respeito perguntou-lhe:
- Mestre, qual é o sentido da vida?
O velho ancião permaneceu em silêncio. Apenas apontou para um pedaço de pano, um trapo grosseiro que se encontrava no chão junto à parede. Depois apontou o seu magro indicador para o vidro da janela, cheio de poeira e teias de aranha.
O rapaz pegou no pano, subiu umas prateleiras de uma pesada estante cheia de livros. Conseguiu alcançar a janela, começou a esfregá-la com força, retirando a sujidade que impedia a transparência. O sol inundou o aposento e iluminou com sua luz estranhos objectos, dezenas de papiros e pergaminhos com misteriosas anotações. Satisfeito, o jovem disse:
- Entendi, mestre. Devemos livrar-nos de tudo aquilo que não nos permita aprender. Procurar retirar o pó dos preconceitos e as teias das opiniões que impedem que a luz do conhecimento nos atinja. Só então poderemos ver as coisas com mais nitidez. Fez uma reverência e saiu do aposento com um sorriso nos lábios.
O velho ancião, de rosto enrugado e ainda encoberto pelo largo capuz, sentiu os raios quentes do sol a invadir o quarto com uma claridade a que se desacostumara. Viu o rapaz a afastar-se, sorriu levemente e disse:
- Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro vê. Afinal, eu só queria que ele colocasse o pano no lugar de onde caiu.

Um abraço

loirinhaquenãoédeaveiro disse...

Subnutrido? Não acho nada. Até este naquito de brôa tem um valor nutritivo bem grande. Eu acho.

Loirinhaquenãoédeaveiro disse...

Ei, uma coisita: a interpretação do Peter Pan é muito boa.

Laurindo disse...

Não concordo nada. acho que está bem alimentado e que alimenta quem aqui vem.

Abraço

linda disse...

Eh LOL. Eu quando tou cheia defome venho aqui rsrsrsrsrs

outraloiraquetambémnãoédeaveiro disse...

Tou como a GMV, como é que a gente vai regeitar este naquito de broa?

Anónimo disse...

Post engraçado

ϟ Camila S. ¬ disse...

Também tenho dias onde a a criatividade está em alta e outros dias em baixa!

fj disse...

100pre broa, 100pre broa!!todos os dias tem destas coisas...
há vitaminas por aí...pior é q todos as procuram.
Agora q chega o Sol,ajuda a alimentar os subnutridos.
:))))))

abraço

fj disse...

um dia tenho q dar por aqui uma volta com mais atenção...preciso de algo de interesse para o dicionario....
:p

o que me vier à real gana disse...

Força, fj!