terça-feira, 21 de abril de 2009

A semente de mostarda é pequenina

A SEMENTE DE MOSTARDA É PEQUENINA


Não te incomodes, tijolo,
em ser tijolo!
Ai dos aclamados arquitectos,
sim, dos magazináveis,
ai deles
e das transgeracionáveis obras,
contempladas, ou não, agora;
certamente assombrosas amanhã.
Ai deles… e delas
sem ti!




Carlos Jesus Gil

15 comentários:

Ana Maria disse...

Bem pequeno, mas de tijolo em tijolo que os prédios, casas, palácios são erguidos.
A semente é pequena, mas brota e multiplica, se tornando enorme.
Beijinhos no coração.

Darwin disse...

Tal como a semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes da terra, que germina vitoriosa, e cresce para produzir em benefício dos outros, num eloquente espectáculo de bondade espontânea, ante a majestade da natureza.
Também o pequeno tijolo junto com o minúsculo grão de areia, extraído do leito do rio, é imprescindível para unir o cimento e o aço e dar consistência e solidez às mais robustas construções, que dão corpo à gigantesca pirâmide da sociedade.

aa disse...

Olá 'real gana' muito boa a comparação da pequena semente de mostarda com o tijolo... Pois é das pequenas coisas que saem as grandes obras...
Não posso deixar de elogiar o excelente comentário do Darwin...
Beijos e desejos de boa semana.

AA

JOICE WORM disse...

...ai de nós... sem ti!

Maria Zua disse...

Olá. O teu blog um tijolo, o post o alicerce, os comentadores o renascer da tua obra. Parabens pelo resultado da tua construção. Bj.

linda disse...

Só posso dizer: lindo!

bj

Daniel Savio disse...

Meio rebuscada as palavras, mas de facil comprenção...

Mesmos o menor detalher, acaba contribuindo para a gradiosidade...

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.

Laurindo disse...

Pois é, as velhas questões do grqnde e do pequeno, do bonito e do feio.

batutaemeia disse...

pequeno e de certo modo directo, mas com muito que se lhe diga

dragao vila pouca disse...

Tijolo e mostarda...de facto eu não te entendo e ponto final.

Fica bem e um abraço

GMV disse...

É como as poucas palavras... que, por vezes. dizem tanto...


Beijos, Carlos

Táxi Pluvioso disse...

Gorillaz lançaram um documentário.

[M]. Cartágenes disse...

Simplicidade, acredito que falte isso. O reconhecimento e força que a mesma poderia receber e oferecer.

A mostarda seria apenas um mero exemplo do que nós podemos ser, algo do tipo "Antipáticos Cativantes: Sempre aguçando a curiosidade alheia!".

Paz irmão.

Monique Frebell disse...

Os tijolos mesmo escondidos, sustentam as obras, firmam palácios, ai de todos se não fossem os tijolos. Ser tinta é muito fácil, só aparece quando está tudo pronto e ainda assim são elogiados.
Mas podem ser descascados, descartados e substituídos a qualquer momento, dependendo dos gostos, dependendo dos toques, das ornamentações, das estações...

Bjuu!

GMV disse...

...se um dia desceres o Tejo, avisa :)

Bom resto de semana.

Bj