sábado, 25 de abril de 2009

Ui, tanta coisa!

UI, TANTA COISA!


Passou-se numa Segunda-feira. Não sei de que semana, qual o mês, nem tão-pouco do ano faço a mínima ideia. Porém, que Segunda-feira era, disso não tenho dúvida alguma!... Já agora, que se interrogam, por certo, “ Mas como é que o gajo sabe que foi numa Segunda-feira? “, eu digo-me, “ Pois é, pá eu, como é que eu tenho assim tanta certeza do dia da semana!? “… Só que esta tempestade cerebral comigo próprio cedo conhece o fim, visto eu logo me dizer, “ E eu tenho lá que saber como é que tenho assim tanta certeza!?... Lérias, xô, xô daqui… já! Boa, esta agora!, agora que repenso requestiono-me envergonhado, “ Então podia lá ser noutro dia!?... A uma Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado… ou mesmo Domingo!? Não! Claro, cristal, mais que óbvio que não!... Até me dá vontade de rir, carago, mas c’a raio de néscia hesitação!, vou-me repetir: até me dá vontade de rir. Todavia, como de assunto mui delicado se trata, já todos vimos, não?, não me vou dar esse prazer… Não vou! Até porque, cá só para nós, não sou assim tão hedonista! Aconteceu numa Segunda-feira, e pronto! “… E isto é que é o importante, heim?, é ou não?... Ah..., vocês consideram ainda mais importante a questão do que verdadeiramente se passou!... E eu sei lá!? Por que carga d’água é que eu haveria de saber o que realmente se passou? Eh pá, só naquela aldeiazitazinha muita bonitérrima, ali no Parque Nacional da Peneda-Gerês, naquela, estão a ver?, passou-se tão grande magote de coisas, que nem até ao fim do ano…!




Carlos Jesus Gil

9 comentários:

raulus_brutus disse...

Sempre será uma "Segunda-Feira", desde que seja depois da "Primeira"...ou então não..

fj disse...

mais um caso para acompanhar...de segunda... a sexta...
ehehehe
Um abraço
Bom fim de semana

dragao vila pouca disse...

25 de Abril sempre e para sempre, mesmo que agora, as coisas não estejam a correr bem.

Um abraço

GMV disse...

Bem, estes teus textos, em jeito de conversa de amigos, são o que me fazem voltar sempre... e até gostava de saber o que se passou... :))

[e nunca sei se é pelo adiantado da hora a que passas por lá :), mas soa sempre a exagero:)]

Carlos, hoje, um beijo livre, só porque sim... e quando desceres, avisa.

Laurindo disse...

estas coisas a que chamas tolices são grandes maravilhas.

Táxi Pluvioso disse...

Podes ouvi-lo mas apenas durante uma semana.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Não sei se foi uma 2ªFeira - a net serve para descobrir estas coisas - mas sei que apanhei um grande susto nesse dia : recém-casada (havia 2meses), sem telefone (há 35 anos havia listas de espera para ter uma linha !), sem falar português e com o marido fora todo o dia sem saber se ele voltava.....!

Nem todos sentiram o 25 de Abril da mesma maneira ! :)
Até eu podia escrever um livro : "Como foi o 25 de Abril de 1974 quando não se percebe o português"Como sei que tens humor, permiti brincar um pouco com este dia muito importante na democracia portuguesa !

Beijinhos da

Verdinha

batutaemeia disse...

Mais um post daqueles que nos deixam aqui a chamar-te tolinho eheheh. Estou a brincar, gilito.
Muito interessante o comentário da camarada verdinha.

Daniel Savio disse...

Mas você fez tanta questão de dizer a data, mas o que foi tanta coisa assim?

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de curiosidade.

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.