domingo, 1 de março de 2009

Noite; dia; princípio... de tudo

NOITE; DIA; PRINCÍPIO… DE TUDO


Noite,
és tão velha
que ninguém, jamais,
te viu nascer.

Dia,
como a noite,
só há testemunhos
do teu acordar.




Carlos Jesus Gil

8 comentários:

dragao vila pouca disse...

Desculpa Carlos, mas a noite é uma criança.

Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Estamos às escuras !



Um abraço

PS: Só porque faltou a luz ,
claro ! (ou será escuro?)

Nanda Assis disse...

lindinho isso. adorei.

bjosss...

Laurindo disse...

Poesia? Também está bem.

loirinhaquenãoédeaveiro disse...

Bonito poema.

Bj

anónima funcionaria pub disse...

Isso é uma ode ao congresso do PS?
Bem, só falta uma cantiguinha à Drª Edite Estrela.

aa disse...

Olá Carlos, boa noite!

Interessante poema...! E uma bonita 'dedicatória' à noite e ao dia...
Beijos,

AA

Daniel Savio disse...

Bem, partido para a parte religiosa, há uma "pessoa" que viu este dois nasceres, sendo que foi Deus...

Brincadeira com um fundo de verdade.

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.