sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Só: Ser ou Não Ser!

SÓ: SER OU NÃO SER!


DA ANTÍTESE DA POLÍTICA


Tudo se resume ao ser e ao não ser!...
Sim, é contigo que estou a falar…
sim, contigo!
Não sei se estás a ver:
tudo se resume ao ser
e ao não ser…
ou se é
ou não se é!
Correcto!,
queres algo de mais concreto…
De mais concreto?!!
Tá,
mas olha que não dá!
Mais tangível que isto
não há!
… Procura, isso,
tens o direito!
Não vais ter é proveito.
É trabalho vão.
Achas que não?...
Então continua
a procurar.
Quiçá encontres consolação!
… Na acepção
resignar.




Carlos Jesus Gil

17 comentários:

Vivian disse...

...haaaaaa
pensar me cansa a beleza,
cria rugas,
resignei-me então.

rsss

smacksssssss

Darwin disse...

Sim, já percebi que é comigo que estás a falar…pá!
É verdade, pá! Tudo se resume ao ser e ao não ser…e eu não sei muito bem o quê, mas sou!

Olha que resignação...é muito forte...prefiro aceitação...
Porque resignar pressupõe, em meu entender que se aceita algo imposto, e aceitação é aceitar tentando compreender.

Por isso aceito compreendendo, embora descontente, esta etapa antitética de um período conturbado, embora discorde dos discursos que são antítese da prática, em que tudo tem de parecer diferente, para que tudo possa ficar igual.

“Apesar de pintarmos os lábios a um porco, ele não deixa de ser um porco”.

Pico minha ilha disse...

Prefiro ser do que não ser.Abraço da ilha

batutaemeia disse...

Parece-me que o gil está a referir-se ao Sócrates, mas...

Anónimo disse...

É batuta, o Sócrates ou é ou não é socialista. E ele não é.

Compadre Alentejano disse...

Aplicado à política, digo já e, categóricamente, NÃO É! José Sócrates, não é, nunca foi e jamais há-de ser socialista!!!
Um abraço
Compadre Alentejano

Laurindo disse...

Realmente tenho dúvidas do acerca do socialista dele. As poucas medidas de facto sociais que implementou levam todas um cheirinho de eleitoralismo. Não acham?

o político disse...

Devemos estar atentos. Se há coisas que esta crise gigantesca do capitalismo selvagem nos mostrou é que coisas como a saúde, a educação e a segurança social nunca deverão sair do estado. E até que é muito bom existir sempre um banco comercial estatal forte.

dragao vila pouca disse...

Aí vai o Gil, em flagrante derivação para a esquerda...parará num bloco?...
Bom fim-de-semana

J P G disse...

Mais importante que o TER, é sem dúvida, o SER.

Então vamos todos preocuparmo-nos menos com o TER e vamos SER mais.

Mais humanos, mais nós próprios, mais verdes (ambientalmente e não só...).

Abraço.

loiranãoburra disse...

o gil gosta da esquerda, eu sei. Mas também tem as suas coisas de direita, que eu também sei.

Maria Zua disse...

Boa noite. Lá diz o provérbio "casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão". Na minha modesta opinião,se te estás a referir ao Sr. Primeiro Ministro (digo Sr. porque é minha obrigação tratar as pessoas pela deferência que merecem),não é pelo facto da crise económica/2009 que os ricos estão a atravessar, (sim ricos, porque para mim não é por ser 2009, os antecedentes foram sempre de crise económica) que nos faz pôr em causa se É ou deixa de Ser. O Sr. P.M. foi eleito pelo Povo, com o intuíto de exercer a sua função, a de Milagreiro (se existe)agora que cumpra. Termino com mais um provérbio " Atrás de mim virá quem de mim bom fará". Bj.

Maria Zua disse...

Devido ás condições climatéricas que se fazem sentir, tive que pôr uma borracha de água quente na cabeça porque os meus neurónios congelaram. Isto para justificar o meu coment anterior...Sou e continuarei a Ser. Resignada? Não. Na expectativa do que advém? Sim. Aceitação? em Junho se verá. Bj.

xistosa - (josé torres) disse...

Mais vale ser e não parecer, do que parecer e não ser.

Ou será que vale mais parecer do que ser?

Ambas são asserções verdadeiramente mirabolantes.

Não vou desenvolver as afirmações.
Ficariam a conhecer-me melhor.
Como não sou melhor, fico como mau.

Só tenho pena que os "tipos" do euromilhões não tenham visto o meu boletim.

Mas todos os portugueses são pequenos na EU e eu infelizmente não nasci em Bora-Bora.

Ou felizmente?

Se os mares subiram, Bora que se faz tarde e vamos para outro sítio.
Nem sei se foi ser ou não ser.
Mas que me esforcei, ninguém duvide.

(só quero dizer uma coisa, sem importância, ou com muita.
Sou o josé torres, ou melhor, xistosa-josé torres.
Ou outra coisa, como o zé, ou só xistosa.
Quando for Soba na Madeira, já exijo reverência de "Senhor Soba", mesmo que entre dentes, me chamem FDP.
Ainda não sou senhor.
Mas um dia serei, nem que seja na Necrologia.
Obrigado)

o que me vier à real gana disse...

Genial, amigo José!

o que me vier à real gana disse...

Darwin, és e bem!

Resignar é, tb a meu ver, como dizes.

Abraço

o que me vier à real gana disse...

Sim, Maria Zuazinha, é ao sr.Primeiro Ministro que me refiro.
Não te resignes!

Bj