terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Então?... Que nem Schopenhauer?!

E a tolice continua:

TEORIA DO VÓMITO

Então?... Que nem Schopenhauer?!

Não, que não sou desses!
Vejo um futuro risonho. Prestes a chegar, o homo sapiens sapiens sapiens virá limpar o vómito. Por outras palavras: tal qual uma planta verde, utilizando a luz do Sol – a coisa maior deste cantinho onde viemos parar! -, transforma matéria orgânica putrefacta e mal cheirosa – claro, depois de, por acção de generosos microorganismos, esta ter voltado à condição de matéria mineral – em doces alimentos; em outras plantas e flores de fragrâncias indizíveis, assim o iluminado homo sapiens sapiens sapiens transformará o vómito em caviar russo de primeira escolha.
Ora!... Pessimista, eu!... Gótico?...
Não!
Aprendemos com os erros, logo o erro é necessário, de uma necessidade brutal!... Logo nós, e os que, conspurcadores como nós nos precederam, somos, fomos vitais ao futuro risonho que aguarda as próximas gerações… Ok!, as gerações daqui a uns tempos… Isto se os Maias não tiverem razão!... Ah!, e se esta segunda via do homo sapiens sapiens sapiens aprender o que não aprendeu a primeira, a do Apocalipse; a que nos relegou pr’a estes confins…; a que obrigou a uma volta à estaca zero…; a que provocou o vómito. Se aprender o que à outra escapou……………, PARAR A TEMPO, evoluiremos sem comprometer; safar-nos-emos!




Carlos Jesus Gil

49 comentários:

Nanda Assis disse...

nossa que dificil. que complicado.

bjosss...

Gleidston dias disse...

Falou e disse, meu caro.

Abraço,volto!

Laurindo disse...

É um bocadito complicado é. Tens que reconhecer, gil. Mas lendo os três consegue-se chegar à mensagem.
Então quer dizer que tu achas que esta Terra quando estava noutro sítio já teve uma civilização também avançada? Ou estás so brincar. A fazer pensar?

Anónimo disse...

Então já acabou o Albertoe o Albino também?
O vómito? isto também está bom, pá.temos que ter mais cuidadinho com a nossa casa.

leitor disse...

Boa. Aprendemos com os erros. Temos essa obrigação.

Maria Zua disse...

Depois dos enjoos, encontramo-nos em Marte. Estás muito optimista, aqui já não há volta a dar. Bj.

Chama Violeta disse...

Olá!!!
Obrigada pela visita e pela dica também!
Interessante teu blog...muito a se ler e pensar.

O que esperar do que virá?
Nos encontramos!
Beijinhos violeta

loirinhaquenãoédeaveiro disse...

Não concordo maria zua. acho que o gil tem esperanças quanto a este mesmo planeta.

Ana Maria disse...

Concordo, aprendemos com os erros.
Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.
Beijinhos no coraçao!

xistosa - (josé torres) disse...

Não sou curandeiro, mas tenho algumas receitas.
Veja-se ao exagero que se chegou de parar a Terra, quero dizer, parar o terreno ou modificar o eixo da dita.
Estou mesmo fora dos meus dias.
Não gosto de Geografia, só Orografia e é quando sinto vontade indomável de me libertar.
Nisso sou muito religiosos e não faço pelas pernas abaixo.
Mas voltando à vaca fria, é por isso que em festejos, os frios, eu como sempre pouco, não me vá arrepender.
Então pusemo-nos na vaca fria e estamos a acertar as contas do tempo.
Que cérebros abúlicos é que nos comandam???

Não seria melhor parar todos os relógios e ... fintarmos o tempo.

Alguém duvida que todos, mas todos somos o tal de "sapientis", melhor, "sapiens", (até se gasta menos tinta.)

Depois todos os eruditos e menos que tal, laboram num erro.

Querem o quê?

Uma Terra isenta de bactérias, de lixo "inor" e orgãnico, de maleitas, de conspurcados locais e tudo livre e brilhante de "solarina"?

A malta nova já não sabe fazer nada, se lhe vamos deixar tudo à mão e já feito, a Terra tornar-se-á, no reino do "homo brutus" que em breve engolirão os "sapiens"

Penso que a natureza nos vigia e não nos deixa destruir ao ponto de destruir mesmo ... é só um começozito.

Vamos deixar algum trabalho para a geração de "calaceiros" que se avizinha.

Mais a mais têm artistas de alta estirpe na pintura de murais ... pode ser que tudo fique verde e se transformem em vegetarianos ... depois as fezes serão reaproveitadas ... e tudo será reciclado.

É uma questão de tempo.

Cadinho RoCo disse...

Nem sei se estamos certos quando acertamos, posto serem os erros tantos que não há mais como distingui-los dos eventuais acertos. Em síntese, eis a sensação de estar tudo errado.
Mas, o que é o certo?
Cadinho RoCo

Darwin disse...

Caro amigo Gil,

Não sou pessimista como Schopenhauer, que olhou o mundo e viu dor e sofrimento. Mas também não consigo ver um futuro risonho. Os sinais estão à vista de todos, tenhamos coragem de os interpretar convenientemente.
Temos vindo a aumentar significativamente no mundo a utilização e exploração dos recursos naturais, o que tem provocado alterações dramáticas nos ecossistemas. As consequências que hoje começam a fazer-se sentir, nomeadamente em termos de saúde pública, reservas de água potável ou incêndios, tenderão a aproximar-se de catástrofes que o homem parece cada vez mais longe de controlar.
A redução da diversidade biológica, que se verifica a um ritmo preocupante, é essencialmente resultante da acção directa ou indirecta do Homem, que muitas vezes se mostra incapaz de promover uma utilização sustentável dos recursos biológicos, isto é, que garanta a sua perenidade.
O desenvolvimento e crescimento económico não tem que ter, nem deve ter, uma consequência negativa directa no clima, na biodiversidade ou nos vários ecossistemas.
Por isso, assumir medidas particulares e estratégias políticas sociais e ambientais à escala mundial, revela-se cada vez mais uma tarefa indispensável. As futuras gerações irão agradecer.

Ianita disse...

Sabias que além de homo sapiens sapiens, somos Cromagnons?

Isso explica muita coisa, não achas?

Kiss

Danny Doo® disse...

Obrigada pela visita!

Blog de pensamentos fortes!
Voltarei mais vezes!!!

Kisses...

Ferreira-Pinto disse...

Concordo; penso que devemos, ou devíamos, todos fazer esse esforço de aprender com o passado e os erros desse tempo e do presente.

Dinah Cardozo disse...

Ótimo texto!

Espero realmente que os Maias não tenham razão... caso contrário, "o fim está próximo", e eu não tô preparada para esse fim (exige preparação ou isso é poético demais?).
Enquanto isso, aproveitemos os vômitos...
que nem Schopenhauer!

JOICE WORM disse...

Gil, desejo-te um ano novo muito novo para tudo o que você desejar ter, fazer e conseguir.
(Li seu texto, mas não me apeteceu comentar... Hehe. Tens que me perdoar, vai...)

aa disse...

Olá, boa tarde!
Sem dúvida alguma, que o ser humano deveria aprender com os erros cometidos... mas...parece-me que nem todo o ser humano pensa... nem todo o ser humano reflecte... e por isso mesmo, infelizmente, nem todo o ser humano aprende com o erro cometido...
Nos últimos dias tenho ouvido pessoas dizerem que o "mundo está para acabar"... parece que há quem acredite nisso... eu tento não acreditar e tento ser um pouco mais óptimista e prefiro acreditar que poderá mesmo vir o "homo sapiens sapiens sapiens limpar o vómito"...:)
Apesar de ter plena consciência de que não estamos perante um bom futuro para o planeta Terra...
Um abraço,

AA

Anónimo disse...

Afinal não és pessimista. Faltava este post.

leitor disse...

fantástica teoria. ainda que estejamos no domínio do fantástico ela leva-nos a profundas e necessárias reflexões. Criactividade, muito bem.

. Budz . disse...

Ainda acredito que o tempo é um mal imutável, que nós, para talvez conseguirmos tirar proveito, o dividimos em anos, meses...

Gostei!

Paz.

batutaemeia disse...

" não, que não sou desses! ". Agora vê-se que não és pessimista.
Nós damos sempre a volta à situação.

dragao vila pouca disse...

Ó Gil, simplex, meu!
Queremos o Albino e o Alberto!Queremos o Albino e o Alberto!Queremos...
Ou o Gil e a Carla...
Beijos e abraços

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Pois é, "ensaio e erro", sempre foi assim...essa é a verdadeira alquimia da vida!
Excelente texto, amigo!
Vamos nessa...

louraburranão disse...

Como diz a Vanuza e como diz o gil, sempre foi assim. Temos que usar as nossas capacidades mentais e deixar de ser tão egoistas. Aí temos grandioso futuro.

Márcio Ahimsa disse...

...filosofia pós-moderna esse hein, meu caro. Legal, gostei, essa coisa do vômito, ruminar... ruminar... e vomitar.


Abraços.

Anónimo disse...

como dise o cara anterior, filosofia pós-moderna. Muito bom.

JOY disse...

Nunca é tarde para corrigir os erros cometidos.

Joy

Maria Zua disse...

Digam-me desde quando é que o "Ser Humano" nunca errou? Aprendeu? Remediou os erros? Alguns sim, outros continuaram e continuam a errar, pelo simples facto de ideias fixas. Todos nós temos um pouco de cientistas, de geração em geração, o planeta em que vivemos tornou-se no que está, não quero pensar que não haja volta a dar, mas tenho de reconhecer que é difícil. O meu comentário no dia 6, foi uma mistura de ironia/brincadeira, para descongestionar, mas falando hoje mais sério, Gil, não és optimista, nem péssimista és realista, na minha opinião, tenho as minhas dúvidas se nós e os nossos descendentes, iremos conseguir fazer a lavagem ao estômago.Bj.

stériuéré disse...

Graças à enorme incompetência humana, a Terra está como está!
E nós , como filhos da Terra( mas vê lá... não fomos vomitados pois não?) Só temos que zelar por ela. E não nos devemos esquecer nunca, que tudo o que " oferecemos" à Terra, ela vai acabar, um dia mais tarde , por nos devolver.

o que me vier à real gana disse...

Darwins, é precisamente essa sensibilização k preconizo. Daí a proposta tácita de mecitação.
Excelente comentário, o teu! Desenvolvimento Sustentável encerra precisamente um compromisso entre Economia, Ambiente, gestão de Recursos e Gerações futuras. Disto parece terem-se esquecido os decisores!... Pois não acredito k não saibam!

o que me vier à real gana disse...

Malta boa, vou deixar este post mais umas horas, pois não só estou a gostar do debate como o considero essencial.
Sem negar a necessidade de um naquinho de hedonismo, acho imprescindível um reforço himalaiano da ração espiritual..., sim, uma mudança de paradigma. Uma inflexão para o certo!... E qual é o certo?! Bom, já aqui foram adiantadas valiosas dicas.
Mais umas horas de post, à Saúde do Ecletismo, da Diversidade, do uso Pleno do Bom Senso ( o k é k é isso?... Descubram!, descubramos!), da mitigação dos Egoísmos, enfim, à Saúde da Esperança!
"Amandem-me" aí com coments!

Sahaisis disse...

obrigado pelo simpático comentário...as leituras por aqui não são más, tb ;)

Blondewithaphd disse...

Ui que isto já é muito sapiens para o neurónio!!!!

Obrigada pela visita lá do outro lado! Também gostei de aqui aterrar!

Adoa disse...

Sabendo que o Homem näo evolui täo depressa como os insectos, creio que estamos todos a mudar geneticamente.

A questäo será se vamos conseguir fazê-lo atempadamente já que os cancros ainda matam na sua maioria.

Se o corpo humano conseguir descobrir o caminho através disto e das sidas, etc, pode ser que ainda facamos companhia às baratas...

Como os nossos amigos também estäo a ser modificados (cäes e gatos), também pode acontecer que consigamos ter alguma proteccäo contra las cucarachas! Ou vamos ter de nos defender com pedras e paus! - É uma luta perdida... elas säo mais que as mäes!

Olá! Também gostei do teu blog! Parabéns!

Laurindo disse...

Já melhor lido e pensado e depois dos teus comentários, também sou da opinião que o sapiens sapiens sapiens virá limpar isto.
Boa tarde

Anónimo disse...

É pá, a galera daqui sabe umas coisas.

Darwin disse...

Amigo Gil, estou totalmente de acordo. Os decisores só fazem leis que eles próprios não cumprem, deveriam fazer um diagnóstico ou uma avaliação prospectiva do estado da biodiversidade e ambiente do nosso planeta. Isto é, equacionar um conjunto de questões que, partindo da mais simples até à mais pedagógica, seja capaz de desenhar uma via de futuro sustentável (porque mares deveremos navegar?). Habituados a viver embalados na história de termos atravessado “mares nunca antes navegados”, importa hoje, sem dúvida, perguntar por onde queremos ir. O Homem deve preocupar-se com a insustentabilidade do Planeta Terra, e tomar consciência de que se quer continuar a receber recursos do Planeta, tem de ter a capacidade de reconhecer a necessidade de dar. Dar e receber é o segredo para a abundância dos recursos à escala planetária. Também não acredito que os decisores não saibam disso!

leitor disse...

Tenho esperança. Conhecimento gera conhecimento. Só temos que o orientar no bom sentido.

jose terra disse...

bom ano.
já estou de volta , mas aqui está muito frio.
ainda agora estava na praia de ti juca.......
abraço aos vomitados e aos burrados ,pois tambem não se esqueçam dos burrados!!!esses são os primitivos.....

loirinhaquenãoédeaveiro disse...

Bom diálogo que o Darwin está a ter com o gil.

batutaemeia disse...

Gi, esse que tu dizes é que é o conceito de desenvolvimento sustentável. Agora querrão os grandes industriais aplicá-lo?

Thiago disse...

será que safar-nos-emos?

Complicado!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Sabes porque é que Deus não manda outro dilúvio?
Porque já viu que o primeiro não valeu de nada.
Portanto…se isto não vai lá com dilúvios…há que procurar outras soluções.
Era muito bom que o homem aprendesse com os seus erros. Mas será que aprende???
Em eras passadas, as Cruzadas fizeram verdadeiras carnificinas em nome do seu Deus.
Hoje, as guerras sucedem-se, mata-se, violam-se todos os direitos humanos, acontecem verdadeiros genocídios, em nome dos deuses particulares de cada um.
Os atentados à mãe Natureza são inumeráveis. Fazem-se acordos (como o de Quioto, por exemplo), que não se respeitam.
Ainda há quem se espante com tsunamis, arrefecimentos e aquecimentos exagerados, sismos e furacões???
A Natureza está farta de ser maltratada, e, tal como o que se lança ao mar, mais tarde ou mais cedo volta à costa, assim acontecerá com os restantes maus-tratos.
Qual a solução para salvar o mundo?
Há quem acredite numa purificação total, que passa pelo aniquilamento da raça humana, e o aparecimento dum novo Homem.
Mas…isso já envolve aspectos metafísicos, que não estão aqui em debate…parece-me!
Beijo
Encic

PS:
Segundo os Maias e suas profecias, faltam-nos 4 amos para darmos a volta…
Esperemos que consigamos.
Apesar de bastante descrente da humanidade…ainda brilha uma luzinha ao fundo do (meu) túnel.

Anónimo disse...

Pretendia dizer 4 anos e não 4 aMos, como é lógico... :)))))))))))))
Encic

o que me vier à real gana disse...

Boa noite, pessoal!

Estou contente!...Não pq me tenha apercebido de uma qualquer reviravolta no comportamento global humano,mas pq a ENCIC voltou. Voltou e logo a triplicar eheheh!
Verdade, estou contente!
Já agora, tás plena de razão, encic.
Quanto à profecia (previsão) dos Maias, ela é hoje facilmente explicada pela ciência. Deixa, para quem estiver interessado em conhecer melhor estes assuntos, de estar envolta neste ou naquele tipo de misticismo (procurar, na TSF, um recente "Mais cedo ou mais tarde" dedicado todo ele à temática da "professia" Maia). Não vai acabar aí o Mundo, estejamos descansados... Quantas vezes, ao longo da História, ele teve data e hora marcadas!

Fiquem todos bem!

Obrigado pelo esforço, encic (ela estás soberbamente ocupada, e mesmo assim...).

Desnuda disse...

É fato que aprendemos com o erro...O chato é ter que limpar a porcaria que fizemos...E pior é ter limpar a dos outros. Cada caso um caso e em certos casos urge a necessidade de uma ampla assepsia. Vixi..tenho o calendário Maia e montes de apostilas que encomendei há 2 anos..E nem vi..Nao sei se achei complicado ou por ser preguiçosa mesmo ( um X na segunda opção)....


Bom...Que tudo de bom se concretize para você! Beijos!

MEUS PENSAMENTOS disse...

olha CARLOS,concordo com vc este homo sapiens que aqui esta é de dar vomito,destroi tudo e pobre da PROXIMA GERAÇÃO QUE ACHA TD ISSO TÃO NORMAL,JA NEM SEI COM QUEM ESTO LI DANDO COM BICHO OU COM GENT O ULTIMO É MAIS FIEL E SINCERO!
VIM TBM AGRADECER O ELOGIO ME VISITE SEMPRE QUE QUISER ESTA HUMILDE E NOVA ADMIRADORA!