sexta-feira, 18 de julho de 2008

Nelson Mandela - 90 anos

NELSON MANDELA – 90 ANOS

Noventa anos completados hoje. Vetusto pelos 90, mas não só por… É que enorme percentagem destes foram gastos, em enorme sofrimento, numa luta pela reconciliação na África do Sul. Árdua tarefa; difícil - na concretização de todos os desígnios, pois trata-se de uma complexa manta de retalhos étnicos… nada meiga! . Os resultados da sua luta ainda não são substancialmente animadores, mas hão-de sê-lo! O grande passo deu-o Mandela: pelo menos oficialmente, e isto do oficial conta montes…, o apartheid já era.
Parabéns ao grande senhor, pela idade e pela vida plena! Que a África do Sul regresse aos níveis de desenvolvimento que já teve, que tenha paz social e equidade, continuam a ser objectivos do ainda grande líder. Prossegui, mesmo nos bastidores! A África, toda, e o mundo precisam de si, do seu carisma, do seu exemplo.




Carlos Jesus Gil

10 comentários:

J P G disse...

Aí está um bom exemplo. De coragem, de abnegação, de coerência...

Com a crise de valores que vamos tendo e com o desaparecimento de Gandhi, Martin Luther King, João Paulo II, Madre Teresa de Calcuta, entre outros, resta-nos Dalai Lama e pouco mais.

Mandela é o verdadeiro Rei Leão!

Parabéns reforçados ao sócio número 37096 do Sporting Clube de Portugal!

cristina disse...

Grande Homem! Longa vida, ainda mais.

Anónimo disse...

Sim, grande homem. Uma vida de tormento. As coisas é que ainda não estão bem na África do Sul, mas não é fácil.

bairradino disse...

Parabéns Sr, Mandela. Tá tudo e férias, é?

Gânia "noticias" disse...

Homenagem mais do que merecida pelos 90 anos de Nelson Mandela, o homem que nos fez acreditar que a tolerância e a liberdade em África são possíveis.
Nelson Mandela é um dos grandes líderes morais e políticos do nosso tempo, cuja vida exemplar inteiramente consagrada à afirmação da dignidade do homem e à luta contra a opressão racial na África do Sul, que lhe valeu o prémio Nobel da Paz e a presidência do seu país. Desde a sua libertação triunfal em 1990, após mais de um quarto de século de prisão, Mandela passou a estar no centro do drama político mais fascinante e inspirador do mundo. Como presidente do Congresso Nacional Africano e chefe do movimento anti-apartheid da África do Sul, desempenhou um papel fulcral na passagem do seu país para um governo multi-racial. É mundialmente admirado como uma força vital na luta pelos direitos humanos e pela igualdade racial.
Mandela, é a negação da pequenez e do pragmatismo, um monumento à força indomável das convicções, um ícone da luta por um mundo diferente e mais justo. A forma como soube ser sábio quando isso era o mais difícil, a maneira como uniu e inspirou um país, um continente, todo um planeta, fazem dele o melhor de todos nós.
Mandela é o autor da frase "Uma boa cabeça e um bom coração formam sempre uma combinação formidável". Simples, não é?
Casado há muitos anos com alguém que fala português, dirigimos-lhe, na nossa língua, a única palavra que nos ocorre, e não é a palavra parabéns. É, acima de tudo, a palavra obrigado.

sónia disse...

Muito bom artigo do orgão informativo cá do sítio. Tenho cá vindo regularmente mas tenho tido algum "receio" em comentar. Hoje o tema e o artigo do gânia "notícias" deu-me forças. Parabéns e obrigado ao Nelson Mandela!

Amigo de todos disse...

Deveria de haver um Sr. Mandela por cada 2 habitantes do mundo. O mundo de certo que seria bem diferente. Prabéns Sr. Mandela.

jose terra disse...

PARABENS
O mundo é isto , uns a consertar o que outros fazem. mas vai haver sempre MANDELAS pois por muito que o outro queira,! não consegue....

zmb disse...

Amigo Gana,
O Mandela é de facto uma lição que o Mundo teima em não assimilar.
Ele próprio preferiria (imagino eu) que não lhe fosse imputado tanto protagonismo e visibilidade, apesar de sabermos que essas são condições naturais nos grandes lideres humanos, todavia, quanto mais anos passam mais importante se torna o seu exemplo.
Crise de valores, desigualdades sociais, regimes opressores... existem, sim, mas em muito são atenuados por Homens como o Mandela, louváveis pela sua integridade, admiráveis pela sua persistência.
É como diz o amigo José Terra... o Mundo é isto...

Gânia "noticias" disse...

Um dos grandes problemas para o nosso país resultante das mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento global relaciona-se com a antecipação, em dois meses, da chegada das aves de arribação, especialmente do cuco, do milhafre preto ou do andorinhão-pálido.

Um pouco atrapalhados com estes problemas andam os nossos deputados parlamentares, pois já se queixam que o governo não lhes dá liberdade, acusando mesmo o executivo do engenheiro Sócrates de colocar constantemente os grupos parlamentares perante factos consumados. É que não tem graça nenhuma os deputados só ficarem a saber da antecipação da chegada dessas aves mesmo em cima do acontecimento. E, como é muito provável, se o AL Gore já sabia disso, então mais razões existiam para que os senhores deputados fossem informados, com a devida antecedência, do acontecimento. Pois não é nada bonito chegarem às suas casas na província e, ao escutarem o cantar do cuco fora de época, pensarem que ou estão doentes ou estão a sonhar. E um deputado nunca está doente, nem sequer sonha.