segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Melhor o branco

MELHOR O BRANCO!

Ok., Saramago mestre, eu compreendo-o… huuuuu, como o compreendo! E depois é aquela, o senhor é um mestre para muitos muitos, e eu sou um dos… De modo que hodiernamente até que é mister seguir-lhe as reveladas conjecturas. Agora isto…! Carago, moços; qual é a vossa, bom Povo? Como é que é possível este porfiar atávico, esta reiterada displicência de deixar nas mãos de uns quantos “tolinhos” o que deveria ser tarefa do universo hospicial?!... Então?!




Carlos Jesus Gil

24 comentários:

Toninho Moura disse...

Já disse e repito: adoro não entender o Português de Portugal. Porém, se entendi a mensagem, confesso: também não gosto do Saramago.

Em tempo, venha prestigiar nosso Miss Universo (de verdade)
http://dicassobrenada.blogspot.com/2009/09/miss-universo.html

Braços!

Daniel Savio disse...

Meio misterioso (sou do Brasil, e no texto tem algumas palavras que não usadas comumente)...

Mas o poeta Saramago parecer ser bom pelo comentários de alguns amigos que o leram, mas não quer dizer que o que ele realizou seja uma caminho fixo para apreciar a arte da poesia, podemos criar a poesia de vários jeitos diferente do Saramago.

E trate de voltar com força menino.

Fique com Deus, menina Carlos.
Um abraço.

Anónimo disse...

Nem se usam essas palavras aí e a bem da verdade também não se usam aqui.
Não se ganha nada com isso, confunde-se o leitor com esta sistemática chamada à margem do léxico comum. E nem sequer é bonito!

Anónimo disse...

o autor do blog está a falar da abstenção nas eleições, será que ninguém percebe?

Laurindo disse...

acho que o anónimo das 10:13 iterpretou muito bem o que o gil quer dizer. acho que ele fala contra a elevada abstenção das eleições de domingo. quanto ao Saramago, é do melhor que há.

Anónimo disse...

Tens que fazer mais campanha GIL

Isto só muda depois de te orientares, orienta te filho

O R i E n T a - T e ... ou ainda acabas no Mar

Anónimo disse...

O texto está perfeiro e completamente perceptível. Na realidade o poeta Saramago não é grande coisa.

Anónimo disse...

Cambada de burros!!! Chamar poeta ao Saramago???!!!Já agora! Leiam Saramago, leiam, aconselho o "Ensaio sobre a Cegueira", onde alguns de vocês poderiam até ser personagens...

Lúcido disse...

Anónimo desatento. José Saramago, além de romancista, é também um excelente poeta ( "Os Poemas Possíveis", "Provavelmente Alegria"... ) e cronista ( "Crónicas de Lanzarote " ). Mas, efectivamente, o género que o tornou famoso foi o romance.

Aproveito para comentar a mensagem original do autor do blogue. Ele inspirou-se no "Ensaio sobre a Lucidez", de 2004, onde, em dia chuvoso de eleições, os eleitores passam quase todo o dia sem ir votar, para desespero de políticos. Quase a terminar a votação, o povo comparece em peso nas assembleias de voto, sendo o resultado final a vitória dos votos em branco - 70%. Protesto quase geral! Cartão vermelho aos políticos. É uma soberba alegoria onde o autor nos faz perceber o desinteresse da classe política em relação aos anseios da população e onde demonstra que só somos importantes para eles em dia de eleições. Ao contrário da realidade, estes políticos decidem deixar o país ao "deus dará", cientes da ilegitimidade que o povo lhes ofertou para governarem.

Anónimo disse...

Sim, eu concordo com o poeta Saramago é melhor votar em branco do que no Partido Comunista.

Anónimo disse...

Também concordo com o autor do texto, ninguém devia ir votar para não nos chamarem tolinhos por andar a preocuparmo-nos com o tacho dos outros e realmente o Saramago é o mestre dos tachistas. O Texto esté muito bem apanhado.

AZUL DRAGÃO disse...

Como diria o outro :
"e o burro sou eu ?"

Não , Amigo . Desta vez não vou cortar a corrente . Também estou nessa !

Um abraço

Graça disse...

Sim! Então???? É isto???


Que bom que voltaste.

Um beijo meu.

Flor disse...

(..)"Os eleitores estavam cansados, revoltados. Os governantes, sentindo-se ameaçados, trataram de agir em nome da ordem, perseguindo, prendendo, maltratando, eliminando. Alguns que viveram os horrores da cegueira branca, novamente sofreram. Os governantes, preocupados em salvar a própria pele, em garantir o poder, não perceberam que a cegueira branca de outrora, demonstrativo de que há muito o homem estava cego, tinham paralelo com o voto branco de agora, indicativo de que a população não perdera a lucidez. Estranhamente, não houve uma mobilização para o facto"(..)

in "Ensaio sobre a Lucidez" Saramago
he he he...

O que tá aqui a fazer falta é o Albino e o Alberto!!!

batutaemeia disse...

É melhor o voto em branco, popis claro. Não ir votar é que não presta.
Já agora viva o grande Saramago.

Goia disse...

Não sei porque estão defendendo o voto em branco. Acho que isso é nos tirar o poder de decisão.

Dexter disse...

Goia...só vota branco quem quer. Não tira nenhum poder de decisão Às pessoas. É apenas uma opção, não uma obrigação. É melhor votar em branco do que não ir votar.
Pense nisso.

Deh Bee disse...

acho q vou ar uma passada em portugal lá por fevereiro. ganho um guia turístico? bju

Ana Maria disse...

Como disse o Daniel, meio misterioso!
Uma boa noite e beijinhos!

Anónimo disse...

Toninho Moura,

Se foi isso que entendeu da mensagem, definitivamente não nos entendemos.

Mãos

xistosa - (josé torres) disse...

Caríssimo Carlos Gil

Já me interroguei se a maioria fosse votar e votasse em branco.
Só para presidente da República é que contam "os votos validamente expressos".
Estes estão sempre garantidos.
Agora em europeias e legislativas como seria?
As eleições teriam que ser anuladas e arranjados novos candidatos?
Ando a matutar nisto.
Mas não no hospicial universo.
Talvez numa hospitação ...

Um abraço.

Anónimo disse...

Então Carlos Gil !
Coisas novas pá...a malta gosta de te ler.

Anónimo disse...

Estou com o anónimo das 12:42

Daniel Savio disse...

Uma pergunta lógica, no final das contas, o post é para no motivar a pensar e questionar, então para que deixar como anonimo?

Será que a tua resposta é tão final que não haverá contra argumentação?

E por isso a pessoa se sentiria com vontade de te visitar a continuar o papo...

Desculpa Carlos, mas a parte anonima me deixa um pouco chateado...

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.