sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

O preço das viagens

Foi escrito há já uns tempos. O primeiro parágrafo encontra-se fora de validade... O resto é intemporal. Eis o tal:




O PREÇO DAS VIAGENS


Lembrei-me hoje de que já não viajo, em lazer, há muito tempo. Cinco anos e alguns meses passaram sobre a última de algumas viagens que empreendi por esse mundo afora.
Instantes volvidos, tive a consciência epifanica de que não é bem assim. É que, paradoxalmente ou não, nunca deixei de viajar em lazer!... Aos sítios onde fui e que vivi regresso constantemente, sempre que necessito de me ausentar. Passo quase todos os dias largos minutos de deleite, sempre intenso, nesses pontos do orbe. Viajo à velocidade da luz de um ponto para o outro.
São pílulas de prazer de efeito perene, essas que não se encontram nas farmácias, mas nas agências de viagens!
A consciência leva-me a admitir que me enganava quando julgava altamente dispendiosos os meus devaneios viageiros. Caros?!...Não, do mais barato que há…,pois se só paguei uma vez e viajo sempre! Então, quando, pejado de prazer, falo delas aos meus amigos, o que é isto?... Se isto não é viajar em lazer!…
Menos de um cêntimo foi quanto me custou cada viagem; e, se viver muito, muito, muito – digo viver -, não temos moeda que se adapte ao preço.




Carlos Jesus Gil

30 comentários:

Nanda Assis disse...

com o cérebro que temos n se gasta nada para viajar,
bjosss...♥♥

Ana Maria disse...

Viajar faz muito bem, eu adoro viajar.
Beijooosss!!!

Darwin disse...

A fábula de La Fontaine foi recentemente adaptada à conjuntura portuguesa actual. Na nova versão, a formiga continua a trabalhar arduamente, constrói a sua casa, armazena provisões e mantimentos para aguentar o Inverno. A cigarra passa o Verão a divertir-se, a cantar em bares, a viajar, sem se preocupar em juntar comida nem em construir um abrigo. Chegado o Inverno, a cigarra pede à formiga uns grãos emprestados e a formiga, apesar de saber que a cigarra não tem meios para pagar, acaba por aceitar por ser o último ano antes das eleições.
Bom feriado!

GN disse...

Ana Gomes, eurodeputada pelo Partido Socialista, continua a acreditar que existiram voos ilegais da CIA que passaram por Portugal antes de seguirem para a prisão de Guantanamo. Esta obsessão de Ana Gomes tem sido contestada até por membros do seu próprio partido.

O que parecia ser uma atitude irresponsável de uma eurodeputada mimada do género doa-a-quem-doer-vou-chatear-ate-que-a-voz-me-doa, tem tido resultados altamente positivos no sector turístico português.

Segundo apurámos, a maioria dos europeus que desejam fazer ferias em Cuba, exigem aos operadores turísticos que a escala seja feita em Portugal.

Paulo Voa, operador turístico em Londres, explica o fenómeno: “ É incrível. Não há ninguém que deseje ir a Cuba que não queria fazer escala em Portugal, especialmente nos Açores. A Sr.ª Ana Gomes está de parabéns, precisamos de mais políticos destes.”

São estes exemplos que faltam a Portugal. Cavaco Silva terá mesmo dito que “esta senhora merecia era uma medalha”

dragao vila pouca disse...

Viaja, meu caro, viaja muito... hoje estás na Austrália, amanhã na Nova Zelândia, por aí, que essas viagens ainda não pagam imposto...

Um abraço, boa sorte ebom fim-de-semana.

leitor disse...

Acho o texto uma beleza. Viajo pouco em termos físicos mas quando o faço isso fica-me para toda a vida. Vivo sempre as viagens que já fiz e só paguei uma vez sim.
Muito bom.

O Diabo Veste Prada disse...

Este post hoje fez-me lembrar que ainda te devo uma colecção de recordações de uma viagem há bué bué de tempo mas que ainda hoje recordo com alegria.
Viaja amigo, viaja, que é o que de melhor levamos desta vida.

lampião disse...

amanhã vou viajar até Alvalade para ver o teu sporting levar nas lonas eheheh

loirinhaquenãoédeaveiro disse...

E como eu gosto de viajar, hummmmm

Bj

Daniel Savio disse...

Viajar é bom, seja realmente, ou através da imaginação / memória...

Serve para nos distrair e acabar questionando a nossa realidade.

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.

Laurindo disse...

Concordo totalmente. Recordar é viver, e falar à família e aos amigos das viagens, mesmo que tenha passado muito tempo, é como que estar a viajar novamente. E só se pagou uma vez.

▀█ Camila Siqueira ♣ disse...

Viajar é sempre bom e faz bem,uma viagem a trabalho semopre ter um pouco de laser..Não a como sair de casa por um tempo e não se divertir..viajar é sempre bom!

Táxi Pluvioso disse...

Começa na cozinha.

Pico minha ilha disse...

Viajar, viajar não costumo fazer, mas nos sonhos viajo e muito e é muito barato.Abraço e bom carnaval

AZUL DRAGÃO disse...

Carlos


Não te esqueças da viagem
(mais logo ) até à felicidade !


Boa sorte !

batutaemeia disse...

Ineresante o ponto de vista. Bom carnaval.

AZUL DRAGÃO disse...

Carlos :

Parabéns pela vitória justa com resultado final injusto (mereciam levar mais) !


Abraço

Espaço do João disse...

Eu ando sempre em viagem. Ando sempre de cabeça no ar a pensar qual será a próxima viagem. Uma viagem tenho certa, é aquela que se vai e não tem volta. Segundo os meus cálculos está mais perto daquelas que já fiz.

dragao vila pouca disse...

O leão mandou a águia de viagem para a lua e à borla.

Um abraço

aa disse...

Olá Carlos, boa noite!

Adorei este texto! Excelente mesmo!!!
Ainda bem que o Carlos tem o previlégio de conseguir viajar quando lhe apetece... que se consegue lembrar e relembrar das viagens que já fez... E é claro, que só 'vivendo' é que consegue fazer as viagens de todos os locais que visitou...
Pois, infelizmente há quem só viva fisicamente... há aqueles que apesar de vivos, já não conseguem 'viajar'... pois o seu cérebro os atraiçoou...

E espero mesmo, que o Carlos não consiga 'arranjar' moeda que se adapte ao preço das viagens que já fez... Mas, que consiga viajar e conhecer muito, tanto dentro, como fora de Portugal... pois viajar, faz muito bem, enriquece-nos como seres Humanos em todos os sentidos...
Beijos,

AA

Táxi Pluvioso disse...

As Levi's para ir ao Carnaval de Torres.

linda disse...

Estás a viaar, gil?

seixomirense disse...

Vou ler este blog com mais atenção outro dia, mas já reparei que se faz referência ao Seixo.

Táxi Pluvioso disse...

O Carnaval não me diz nada mas isto eu compro. Lava-lhe a perna esquerda, no entanto.

Se estiveres interessado em ouvir what's new. Ouve as Care Bears on Fire. Que fazer? Gosto de gajas e de punk.

Ferreira-Pinto disse...

Hum ... essa dumas pílulas para viajar a preço catita ... deixou-me intrigado :)

dragao vila pouca disse...

Pois já vi, foste de viagem ao Brasil, para desfilar no Sambódromo.
Aí folião!

Um abraço

Líria disse...

Querido Real Gana
Ultimamente, tem sido só a Mariazita a postar. Os estudos absorvem-me muito tempo, e como estão em primeiro lugar, a Mariazita tem me feito o favor de manter o blog activo. Não sei se ela vai querer fazer isso muito tempo. Vamos ver, senão terá que fechar.
Como ela tem estado ausente, resolvi eu postar um poema da minha poeta preferida - Florbela Espanca.
Espero que vás ver e que gostes.

Beijos da Líria

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

LISBOA = PORTUGAL

Olá Carlos

Aqui estou de novo. Há já uns tempos que não vinha visitar-te. Cheguei agora e continuo a gostar do que encontro. É sem dúvida um bom blogue. Renovo os parabéns. Prometo-te que voltarei, se possível com mais regularidade e assiduidade. Relembro-te, ainda, que estou a «coleccionar» - com muito boa intenção, muito prazer e muita honra - Seguidores. Ora eles estão a fugir. Dizem-me é malandrice do sistema blogger e que anda na blogosfera um grande reboliço. Não sei. O que é verdade é que bazam…

Hoje, porem, quero informar-te que tenho postada no meu blogue a história macabra de um tiro que deram no meu neto número dois, o Rodrigo que vai a caminho dos 13 nos. Boa praça. Permito-me fazê-lo para alertar as pessoas e tentar evitar que lhes sucedam estórias inqualificáveis como esta. Desculpa-me a chatice, mas é com boa intenção, como compreenderás.

Na quarta-feira 17, ele ia a sair da escola pelas quase três da tarde. Sentiu uma «ferroada». Mas, nada de abelha. Fora um chumbo de um tiro de pistola ou espingarda de ar. Ambulância, hospital, radiografia, depois uma TAC, tinha o pequeno projéctil alojado no lado esquerdo do pescoço. Os médicos decidiram não o operar, pois que a posição do projéctil não aconselhava a intervenção. Estava – e está – muito próximo da jugular. Podia ter sido mortal. Felizmente, o Rodas agora está bem. Ainda que tenha de fazer novos exames para ver se o chumbo se moveu. «Brincadeira» de Carnaval? Um tarado a disparar sobre as pessoas? De manhã, uma Senhora fora atingida, no mesmo local, numa perna. Estúpida e criminosa coisa, digo eu.

Está tudo n’A Minha Travessa. Se quiseres vai lá, e deixa cumentário, com o…

Abs = abraços

Conceição Duarte disse...

Pois é meu querido. Viajar é aquilo que se pode dizer egoísticamente um viver todo seu! Por mais que vc tire fotos, conte sua experiência e divida com os outros num papo sobre à mesa o quanto foi boa sua viagem, ainda assim, ninguém saberá tudo o que viu, viveu e sentiu. Por esta razão, todas elas são baratas , como vc bem disse.
bjus con

Lígia disse...

Bom dia!

Agradeço a visita e opinião sincera.

Este texto recorda um outro: "Turistas e vagabundos"...só não recordo o autor (ou Boaventura de Sousa Santos, Bauman,...- risos).

Bom início de fim de carnaval.