terça-feira, 30 de dezembro de 2008

E o Alberto e o Albino também...

E O ALBERTO E O ALBINO TAMBÉM…

XXIII


UMA RAPOSA NUMA CALDEIRADA



- Não pude, pá. Estive com os ouvidos no Parlamento; ora, vir para aqui sem os ouvidos não estava com nada, não é?
- Ah!..., hoje foi o Debate Mensal com o Primeiro-Ministro… Tens razão, é tua obrigação.
- Pois, mas é mesmo só por obrigação. É que rebento de indignação, tais são as barbaridades a que assisto em cada sessão. Aliás, mesmo fora destas. Daquelas bocas saem, não raro, excrementos muito bem embrulhados em papel de bombons.
- Mas, o que é que se debateu em concreto lá hoje?
- É pá, falou-se de Educação; de Segurança; de Desemprego… Falou-se, não se debateu; falou-se só, e de forma que muito emprego cria à falácia, mas que teima em deixar inactiva a idoneidade. Falou-se e ralhou-se.
Todos, mas todos mesmo, põem sempre o particular à frente do colectivo; todos, mas todos mesmo, à míngua de brasas, puxam as poucas existentes para as suas também poucas sardinhas… É humano, concordo! Não é, certamente, é eticamente aprovável em missões como aquelas a que escolheram dedicar-se.
Bem, mas no meio de tão grande e inquinada caldeirada, há um peixe que sobressai. Se não tivesse guelras e excluindo qualquer dos mamíferos aquáticos e não querendo ferir sem chumbo o animal, chamar-lhe-ia raposa. Uma Raposa numa Caldeirada!... O nosso Primeiro, pois está claro!
Ao espírito do supracitado dignitário, aconselharia (ao jeito de Santo Agostinho) que se alimente bem. Poderá começar, por exemplo – agora que, finda a árdua tarefa de presidir aos destinos da União Europeia, ficará com alguma disponibilidade -, pelo estudo da Estrutura da Ordem Jurídica. É bom que realize uma leitura cuidada da mesma e que apreenda tudo o que puder. Dar-lhe-á jeito (dará?) e é bom para nós, especialmente se dedicar atenção devida à sua segunda linha, aquela em que o Direito é chamado a institucionalizar limitações ao poder, a lembrar que arbitrariedades, demagogia, intenções déspotas encapotadas não são legais nem legítimas.
Aceitaria ele?
- Espero que sim, Albino. O homem é arrogante, não é burro.
-Pois, por isso mesmo. Aceitaria ele?
- Não pá. O tanas é que iria aceitar!...
- Alberto, também és um céptico do caraças… Olha, vamos mas é beber mais um copo. Ah, é verdade, e parabéns. Porto 2- Besiktas 0… Porto em primeiro lugar no grupo. É bom!
- Obrigado, narrador. Bebamos então!


Carlos Jesus Gil

12 comentários:

Peter disse...

2009

Não é fácil formular votos para o ano de 2009, numa sociedade marcada pela falta de valores humanos fundamentais e perante as perspectivas de uma crise económica, que afectará principalmente as camadas mais desfavorecidas. O meu desejo utópico é solicitar o empenho de todos, pessoas e instituições, públicas e privadas, para se superarem as dificuldades e se construir uma sociedade mais justa e mais humana.

Peter

Ferreira-Pinto disse...

Porto em primeiro, pois claro! :)

No resto,


Um
PRÓSPERO
ANO
NOVO,
eis
os
meus
votos
para
si
e
para
os
seus!

aa disse...

Olá!
Estes textos continuam excelentes...!
"Daquelas bocas saem, não raro, excrementos muito bem embrulhados em papel de bombons" Grande frase esta... tenho a certeza que muitas vezes no Parlamento o que por lá se diz está assim bem embrulhadinho... mas o conteúdo é extremamente fraco...

É bom saber que o Porto está em primeiro:)

Desejos de um excelente 2009, cheio de muita Saúde, Paz e Amor!
Cumprimentos,

AA

CANSEI DO INTERIOR disse...

Amorrr
Feliz Ano novoo
Um belissimo 2009 para nós
Leia meu post.. tenho uma novidade quentissima!

manzas disse...

"A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção de Deus".

" UM FELIZ ANO DE 2009 "

dragao vila pouca disse...

Como é Albino?! E tu Alberto, nem reclamas? Porto 2 Besiktas 0?! Não foi aos turcos foi ao Arsenal, estás a ouvir, Arseeeeenallll...
Eu sou o narrador e outro erro igual acabo com vocês os dois. Está claro?
Desculpem a brincadeira e entrem no novo ano com o pé direito e quem for esquerdo, com o pé esquerdo.
Beijos e abraços

Mariazita disse...

Oi, Gil
Mais logo venho "conversar" contigo.
Agora venho convidar-te a ires ao
SEMPRE JOVENS ver o post que lá publiquei hoje.
Não consigo colocar aqui o link, não entendo porquê...mas encontra-lo na sidebar do meu blog.

Beijoquinha, até logo.
Mariazita

Gabi disse...

feliz 2009 apesar dos rastros dede lama deixadoa para nos
realização e luz

bjos

Olhos de mel disse...

Querido amigo, belo texto! As vezes precisamos passar por erros para encontrarmos o rumo certo.
FELIZ ANO NOVO!
Que ele seja de luz em seus caminhos,
que a paz seja cada vez mais possível
e o amor e justiça renasçam nos corações
da humanidade!
Obrigada pela nossa caminhada, por me
permitir fazer parte de seus amigos.
Beijos

Laurindo disse...

" o Direito é chamado a institucionalizar limitações ao poder". Boa. É pá, não acabes já com isto.

Bom ano a todos

Compadre Alentejano disse...

Um Próspero Ano Novo para ti e família.
Um abraço
Compadre Alentejano

Mariazita disse...

Contra o que é costume hoje não tive oportunidade de assistir ao teatro mensal, portanto não vou poder pronunciar-me acerca das alarvidades habituais naquele festival.

Como, provavelmente, já não nos vemos antes da passagem de ano, aproveito para desejar a toda a equipa, Alberto/Albino incluidos, bem assim familiares do narrador e ao próprio (não esqueci ninguém?)
um FIM DE ANO com tudo a que têm direito.

FELIZ ANO NOVO!

Beijinhos
Mariazita