segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

E o Alberto e o Albino também...

E O ALBERTO E O ALBINO TAMBÉM…

XXII


O ALBERTO VERSEJA

- Alberto, estás por aqui?... Alberto?
- Desculpa, narrador! Estava aqui ao telemóvel com a Lenita. Ela está a fazer noite. Mas, passa-se alguma coisa, é?
- Não, não. Era precisamente de vocês que eu que queria saber. Correu bem o fim-de-semana?
- É pá, na maior! Há muito que não nos divertíamos tanto. E olha que nem sequer saímos de casa…
- Aííí!... Isso é que foi, heim!
- Do melhor. Não há nada como umas boas doses de transpiração para expulsar qualquer vírus…Mesmo bactérias… Mesmo toxinas…
- Estou feliz por vocês. Palavra de honra.
- Obrigado, meu amigo. Olha, por acaso não te importas que eu dê vida a um poema que escrevi ainda naquela fase crítica? A Lenita não se importa, perguntei-lho há bocado.
- Força com ele!
- Então aí vai:


MULHER SEM CULPA


Não tens mãos para me afagar
nem lábios para me beijar.
Não encerras em ti a virtude de indução de lembrança,
tranquilizadora lembrança que é não menos que bonança.

Não tens…
E no entanto és mulher completa;
e sem culpa;
dedicada e abnegada;
carinhosa.

Outras há, quiçá não inteiras,
culpadas mesmo, porém…

Impingem-se-me telepaticamente;
abreviam-me o regresso;
desvanecem-me as dúvidas;
pintam-me, de cores claras, o mundo.

Muito gosto eu de ti, mulher sem culpa!




- Alberto, está fixe pá. Muito porreiro…Estavas mesmo na fossa (como dizem os nossos irmãos de além-mar); hás-de ter passado das boas!
- Vá narrador. Deixemo-nos disso agora. Fica bem que eu também já estou.
- Pronto, adeus Alberto.


Carlos Jesus Gil

10 comentários:

Ynot Nosirrah disse...

Vim prestigiar o trabalho de vocês. Feliz Ano Novo.

o que me vier à real gana disse...

Obrigado,Ynot Nosirrah!

DanyOctrome disse...

Está muito bom.
Você nunca pensou em guardar isto tudo num livro e depois publicá-lo(quem sabe)?
Se é que me permite, também gostava que postasse outras histórias (e que assim torna-se um pouquito massivo [na minha opinião])

Mas está bom o texto.
Bom 2009, com saúde e alegria!!!

DanyOctrome,
parareter.tk

Vivian disse...

...bom dia, contador de
'causos'!!!

muahhhhhh

dragao vila pouca disse...

Estava na fossa, mas nada que uma boa suadela não resolva.
Alberto que entres no novo ano tão bem, como estás a sair do velho.
Aí ganda Berto, mostra-lhes o que vales!
Um abraço e bom ano

Carla P.S. disse...

Que poesia, que dom.
Isso acentua minha idéia que as maiores poesias nascem dos corações mais sofridos com amor pleno e saudades...
Parabéns,
feliz 2009! Que teus cafés te tragam sorrisos, amores, família e afetos!
Beijão

Mariazita disse...

Acho que vou ter monnnnntes de saudades dos Alberto/Albino, quando se forem embora.
E então agora, que o Alberto mostrou a sua veia poética...pior ainda.
Sou bem capaz de verter uma lagrimita.
Vamos combinar - como diz o além mar - o Alberto sabe mesmo poetar!
Temos que o convencer a mostrar mais as suas habilidades...

Vou pregar para outra freguesia.
Amanhã é dia de postar no SEMPRE JOVENS E ainda não comecei a teclar...

Beijocas
Mariazita

PS - Estava a esquecer-me dum pormenor importante:
Desde quando ir a um espectáculo de ballet é coisa de gente fina???
Pois fica sabendo que o coreógrafo, no final do espectáculo, ao vir ao palco agradecer, apresentou-se de calças de ganga e ténis.
Queres coisa mais terra-a-terra???

Agora vou embora mesmo, antes que corras comigo!

batutaemeia disse...

Boa Aberto.

GMV disse...

Gosto! Pronto! Ainda mais quando há poemas!

Bjs :)

Sun(shine) , «3 disse...

Bem, vim marcar presença em nome do meu maninho (João, que estará ausente por um tempo) e desejar um feliz 2009, cheinho de todas aquelas coisas boas que desejamos às pessoas que temos carinho :)

Uma optima entrada ! ;)

Beijos

http://asrrosasnaofalam.blogspot.com