terça-feira, 12 de agosto de 2008

À guisa de circo

À guisa de circo em final de "campanha": visitem, pessoal, toca a visitar, grátis às damas, damas grátis; crianças até... não pagam.
Nem assim, parece-me!




Carlos Jesus Gil

12 comentários:

O Diabo Veste Prada disse...

Isso é um convite para o blog ou é para usarmos a imaginação?
Ups, Prada, é para o Blog, claro k é para o Blog, ele é lá rapaz para escrever dessas coisas...
Ufa, até já pensava que o gajo/gana agora nos ia incentivar todos a uma loucura qualquer, tipo...ir à festa do avante! Eheheh

O Diabo Veste Prada disse...

Ei, n vale ofender! Eu pelo menos comentei, por isso...n te queixes. Mentiroso (eu vi a resposta no post anterior).

J P G disse...

Faz lembrar um pregão do "ti Arménio", vendedor de bolacha americana (língua da sogra) no areal da Praia de Mira:

"hoje as meninas bonitas não pagam! Mas também não comem!"

Claro que fazia uma pausa entre as duas frases, suscitando a curiosidade e outras emoções nas donzelas...

Quanto à Festa, dias 5, 6 e 7 espero ir até à Atalaia, apreciar o comunismo (que nesses 3 dias não é utopia), provando a nossa gastronomia e ouvindo músicos feitos e futuros artistas.

Alguém quer vir???????

Gânia "notíçias" disse...

A Polícia Judiciária revelou que a Al Qaeda, organização terrorista de Osama Bin Laden, ordenou a execução de um atentado em Portugal. O alvo da acção seria a estátua do Cristo-Rei, localizada em Almada.
De acordo com informações obtidas hoje em Lisboa, Bin Laden destacou dois mujahedins para o sequestro e uso de um avião que seria lançado contra a estátua "símbolo dos infiéis cristãos".
Os registos da polícia Judiciária dão conta de que os dois terroristas chegaram ao Aeroporto Internacional da Portela, Domingo, às 21h47m, no voo da Air France procedente do Canadá, com escala em Londres.
A missão começou a sofrer embaraços já no desembarque, quando a bagagem dos muçulmanos foi extraviada. Após quase seis horas de peregrinação por diversos guichés e dificuldade de comunicação em virtude do Inglês fortemente marcado por sotaque árabe, os dois saem do aeroporto, aconselhados por funcionários da TAP a voltar no dia seguinte, com intérprete.
A Polícia Judiciária investiga a possibilidade de eles terem apanhado um táxi pirata na saída do aeroporto, pois o motorista percebeu que eram estrangeiros e rodou uma hora e meia dando voltas com eles pela cidade, até abandoná-los em lugar ermo do Casal Ventoso. Aí, acabaram por ser assaltados e espancados por um grupo de toxicodependentes desesperados.
Eles conseguiram ficar com alguns dólares que tinham escondido em cintos próprios para transportar dinheiro e apanharam boleia num camião que fazia distribuição de garrafas de gás.
Na segunda-feira, às 7h33m, graças ao treino de guerrilha que receberam nas cavernas do Afeganistão e nos campos minados da Somália, os dois terroristas conseguem chegar a um hotel do Estoril. Alugaram um carro na Avis e voltaram ao aeroporto, determinados a sequestrar um avião e atirá-lo bem no meio dos braços abertos do Cristo-Rei.
Enfrentam um congestionamento monstruoso na 2ª circular e ficam mais de 3 horas bloqueados por causa de uma manifestação de estudantes e professores em greve, e na Av. Do Brasil são-lhes roubados os relógios por um gang da Zona J.
Às 12h30m, resolvem ir para o Centro da cidade e procuram uma casa de câmbio para trocar o pouco que sobrou de dólares. Recebem notas de 100 Euros falsas. Por fim, às 15h45m chegam ao aeroporto da Portela para sequestrar um avião. Os pilotos da TAP estão em greve por mais salário e menos horas de trabalho.
Os controladores de voo também pararam (querem equiparação aos pilotos). O único avião na pista é da AIR PORTUGÁLIA, mas está sem combustível.
Tripulações e passageiros estão acantonados na sala de espera e nos corredores do aeroporto, gritando slogans contra o governo.
O Batalhão da POLÍCIA DE CHOQUE chega batendo em todos, inclusive nos terroristas.
Os árabes são conduzidos à Esquadra da PSP do aeroporto, acusados de tráfico de drogas, em face de flagrante forjado pelos próprios polícias, que "plantaram" papelotes de cocaína nos bolsos dos dois. Às 18 horas, aproveitando uma manifestação dos guardas prisionais clamando subsídio de risco, eles conseguem fugir da prisão no meio da confusão e do tiroteio das brigadas anti-motim da PSP que entretanto tinha sido destacada para o local pelo Ministro da Administração Interna.
Às 19h05m, os muçulmanos, ainda ensanguentados, dirigem-se ao balcão da TAP para comprar as passagens. Mas o funcionário que lhes vende os bilhetes omite a informação de que os voos da companhia estão suspensos por tempo indeterminado. Eles, então, discutem entre si: começam a ficar em dúvida se destruir Lisboa, no fim de contas, é um acto terrorista ou uma obra de caridade.
Às 23h30m, sujos e mortos de fome, decidem comer alguma coisa no restaurante do aeroporto. Pedem sandes de queijo com limonadas. Só na terça-feira, às 4h35m, conseguem recuperar-se da intoxicação alimentar de proporções equinas, decorrente da ingestão do queijo estragado usado nas sandes. Eles foram levados para o Hospital de Santa Maria, depois de terem esperado três horas para que a ambulância do INEM chegasse e percorresse diversos hospitais da rede pública até encontrar uma vaga. No HSM, foram atendidos por uma enfermeira feia e mal-humorada. Eles tiveram de esperar dois dias para serem examinados, por causa da cólera causada pela limonada feita com água contaminada por coliforme fecal.
Debilitados, só terão alta hospitalar no domingo.
Às 19h45m, finalmente, são deixados em paz, com dores terríveis pelo corpo, em especial na área proctológica. Ao verem uma roullote de venda de bebida nas proximidades, decidem embriagar-se uma vez na vida e comer umas sandes de couratos (mesmo que seja pecado!).
Tomam um bagaço adulterado com metanol e precisam voltar ao Santa Maria.
Os médicos também diagnosticam gonorreia.
Segunda-Feira, 23h42m: os dois terroristas fogem de Lisboa escondidos na traseira de um camião de electrodomésticos, assaltado horas depois na Serra da Musgueira. Desnorteados, famintos, sem poder andar ou sentar-se, eles são levados por uma carrinha de Apoio aos Sem Abrigo, organização ligada aos direitos humanos para a área metropolitana de Lisboa. Viajam deitados de lado. Na capital novamente, deambulam o dia todo à cata de comida e por volta das 20 horas acabam adormecendo debaixo da marquise de uma loja na Rua do Coliseu, no centro. A Polícia Judiciária não revelou o hospital onde os dois foram desta vez internados em estado grave, depois de espancados quase até à morte por um grupo de SKINHEADS.
Sabe-se que a Polícia Judiciária deixou de se preocupar e vigiar estes membros da Al Qaeda por considerar que as suas intenções foram desvanecidas e já não constituem qualquer tipo de perigo à integridade nacional, e até os está a ajudar, tentando encontrar uma organização humanitária que lhes possa dar apoio para o regresso ao Afeganistão, isto tudo a pedido dos mesmos.

Maria Zua disse...

Boa gânia "notícias". Apesar de tudo, ainda tiveram sorte não foram ao BES...Portugal é um País pacífico, nem os terroristas são bem sucedidos...

Maria Zua disse...

Como "símbolo dos Cristãos" a imagem do CRISTO REI representa ao Mundo que Portugal está de braços abertos para o que der e vier.

Anónimo disse...

JPG, gostei da da bolacha americana. E também do convite para o maior convívio do país.

Zíngaro disse...

Enquanto sátira, o post está impecável. A menos que eu tenha percebido mal, o meu "ganda Maço" está a lamentar-se com a falta de "público" neste grande circo da Real Gânia. Não te atrapalhes, Maçozito, que isto passa. Deixa que a malta se estafe das vacances e vais ver que depois voltam a "saltar na corda bamba". Deixa lá chegar as longas noites de Inverno e verás como todos virão cá buscar o bocadito de conforto que o Blog nos dá a todos. O maço Pescador do Alto deve andar aos black basses no Lago do Mar. O amigo Carlão deve estar de férias lá p'ró lado dos Prazos Velhos. Eu próprio tenho andado meio esgazeado a "ver as beldades a passar". Valha-nos o Gânia Notícias com as suas "novidades" para isto já ficar com "meia casa". Para o próximo Verão, não te esuqeças de contratar a Francita para vir animar o Show. Mesmo só com as suas fantasias em papel, ela era uma delícia. Imagina então como era quando estava no trapézio. Uma verdadeira artista, aquela Senhora.

o que me vier à real gana disse...

bela interpretação, maço zíngaro!

o que me vier à real gana disse...

Um trabalhão, este que a redacção do gânia "noticias" tem sem fadiga! Abnegados jornalistas.

Anónimo disse...

maço zíngaro...se em vez de ficar a olhar para as beldades fizesse alguma coisinha pela terra por onde essas beldades andam...aí sim, fazia um bem à comunidade.

stériuéré disse...

"-coment sápelle?
_come-se a pele não descasca-se!
-Comment?
-ca mão não co martelo!
-je ne compris...
-ai não compra nada desgraçado....."
E é assim o nosso Gana!