segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Antecipo...

... Mudanças na Filosofia socrática (não, não serão necessárias quaisquer correções nos manuais). Prestemos atenção, doravante, às posturas do nosso 1º, bem como às dos demais (digo, demasiados) apêndices; aos rumos; ao que se vai sustentar ; às possibilidades a admitir (antes consideradas desconchavo de inepto); a atitudes e decisões que surpreenderão (quer dizer, não é surpresa nenhuma...) pela positiva a maioria periclitante (digo, a plebe).
Pois é, pois é... Sondagens (estas, que acabam de ser dadas à luz, e que revelam intenções de voto muito similares, no que se refere ao partido do governo e ao PSD), a quanto vão obrigar!
O poder é lindo, é do melhor! Alcançá-lo custa, mas mantê-lo, perpetuá-lo?!... É necessária muita ginástica mental e moral; é imprescindível um forte jogo de cintura; partidas e contrapartidas; dar o dito por não dito; passar a gostar de sapos (não me refiro ao sentido visão); não abominar a Hipocrisia; estar sempre pronto para evocar o vetusto lugar-comum " em Democracia é legítimo mudar de opinião ".
O poder é lindo, vale o esforço!


Carlos Jesus Gil

2 comentários:

J P G disse...

Desde que se mude para melhor...
No que respeita a opções políticas, qualquer que seja o fim pretendido (manutenção do poder incluída), fico sempre satisfeito com as alterações na opinião, desde que melhore a qualidade de vida e sustentabilidade da sociedade.
Infelizmente, neste caso concreto, acho que o José (tal como o nosso Paulo Bento ainda não aprendeu que o Veloso é trinco e não central), vai ser mais teimoso que os seus iguais (asnos) e continuar nesta linha de (des)governação, sem arrepiar caminho.
É só um palpite...

Tomas de alencar disse...

È preciso ser "politico", digamos.