quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Orgãos de soberania

ORGÃOS DE SOBERANIA


Soberano é o Povo! É quem tudo paga, em termos públicos: a luz das ruas, os hospitais públicos, a Educação pública, as estradas…; é quem, em Democracia, vota e elege. Se quem paga é quem deve mandar, e não podendo mandar todos, deverão mandar aqueles que o Povo escolheu, os verdadeiros delegados do Povo.
Ora, e é isto que me traz aqui hoje, são os juízes e os magistrados do Ministério Público eleitos por quem paga?... Não me parece! Para bom entendedor…




Carlos Jesus Gil

13 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Quando li "orgãos", pensei imediatamente em contrabando, nem me passou pela cabeça, fígado de cebolada, ou arroz de miúdos (dos que não mexem!!!) ou mesmo um esplêndido sarapatel.
O que faz a vista cansada.
Afinal, bem apuradas as coisas, como convém em miudagem, todos elegemos algo.
Eu gosto muito de rins grelhados com molho de manteiga e limão ...
Que chatice.
Não era nada disto.
Pois é, a malta é soberana e elege tudo.
No porco, nem as patas escapam ...
Quem me mandou chamar para aqui os porcos?
Não somos nós que elegemos os Juízes e magistrados e está muito bem.
Como é que eles iriam condenar um "amigo" eleitor?
O código da vida está muito bem feito.

Táxi Pluvioso disse...

Eleger? nem as misses o povo eleger, dão-lhe a sensação (de que elege).

Flor disse...

(...)"A investigação sobre a enfermidade ainda está em andamento, mas os médicos já sabem algumas coisas. Ela é causada pela exposição ao processamento de carne de CÉREBRO SUINO através de ar comprimido e parece surgir quando pequenos pedaços do tecido cerebral-Porco,entram em contato com o organismo humano.
Os sintomas surgem rapidamente, em questão de semanas"(...)(excerto copiado.)

Srº Xistosa tudo tem explicação cientifica...entende-se perfeitamente a sua chamada p´aqui dos porcos!!!Isto cá p´mim deve ser causa secundária de nova epidemia q vem p´aí!!!...

Sinceramente já começa a faltar a paciência para tto circo!!!Alguém quebrou uma das obrigações Éticas fundamental...SIGILO PROFISSIONAL.Na minha opinião, mais q o estado do tempo "sol",deveria ser julgado sim, quem o fez...
Amigos/as,qdo quem nos julga o faz???!!!...Anarquia Total!!!Não fosse eu saber,que estivesse a minha pessoa a ser julgada por quebra de sigilo profissional,aí teriamos Magistrados à altura p´me colocarem no olho da rua...
Mas claro,perguntamos nós?quem passou as informações?...Talvez o Porco!,q através do contacto com certos seres humanos lhes alectuou o cérebro,estes, inimputáveis para o acto(eheeeeehehe,isto já aprendi),nunca,jamais tiveram qqer intenção de o fazer!!!Tudo Boas Pessoas...tenham mais compaixão...

Murganheira disse...

Meia palavra basta para entender que a Democracia é um sistema de governação perfeito… mas adulterado. Perfeito porque em teoria se ajusta aos Direitos (e Obrigações) do Povo, através dos Governos a quem esse Povo conferiu o Poder de os representar… adulterado porque muitos dos que nele gravitam (Poder), inclusive no 4º Poder, ou o Poder não-soberano, assumem muito poucos compromissos reais e de seguimento de códigos de ética e conduta, ao invés de outros compromissos, estes de índole pouco ou nada transparente,… lobísticos… de interesse próprio, logo em nada relacionáveis com as legitimas aspirações de quem os elegeu, directamente, ou nomeou, em conformidade com o exercício para o qual o Povo contribuiu, elegendo. É um problema transversal às instituições.
O descalabro chegou ao ponto de (os órgãos oficiais de Justiça) agirem exactamente da mesma forma que eles próprios tantas vezes julgam… e condenam. Conseguiram descarregar na praça pública um assunto que, quando muito, era da sua própria e exclusiva competência. E o 4º Poder agradece… vendem-se uns bons milhares de pares de folhas a 0,75€ ou 1,00€, e é isto que importa… promiscuidade de interesses.
Política... sistemas de governação...sistemas de justiça… não sei se o que se está a passar é sério demais que não dê para rir ou caricato o suficiente que não dê para nos revoltarmos.
Democracia… Liberdade... liberdade de expressão... liberdade de imprensa... liberdade para se dizer asneiras e liberdade para se inventar histórias… liberdade para o Legislador aprovar ou não aprovar diplomas que concedam mais transparência aos seus actos… liberdade…? Ou falta dela? Democracia… Participativa... ou Representativa... ou “Opressiva”?
Quem tem, realmente, liberdade? O Povo, que através de uma simples cruz de 4 em 4 anos já é considerado “Soberano”, ou as pessoas/instituições que representam o Povo, eleitas ou nomeadas, que para além de fazerem uso de inúmeros cheques em branco durante esses 4 anos, têm ainda a inconcebível imunidade que os defende contra outras leis ou códigos de conduta/éticos/deontológicos que eles próprios criam e aplicam…(?)
Democracia?… Isto?! Liberdade? É, sim,… Liberdade para fazermos aquilo que “eles” querem.

Anónimo disse...

Sim, caro Gil. Soberano só é aquele que o povo elege. Os senhores que poa aí andam na Justiça, tantas vezes imcumprirem-na, não devem ser considerados soberanos. Os que nós elegemos, para bem ou para mal, são soberanos, porque fomos nós que lhe outorgámos essa dignidade. Todos os outros, não.

Tomas de alencar disse...

Provavelmente, para a maioria o que vou dizer , será um erro grosseiro ....mas enfim é o que penso.
Como pode esta democracia funcionar....se ela própria , tem por bases ...um acto anti-democratico ....ou não ????pensai nisso...


um abraço
até breve...

leitor disse...

Tomas, penso que não é nenhum erro grosseiro o teu pensamento. Mas penso também que a outra senhora não saíria do poder doutra forma. E aquele poder, tu sabes bem, era horrendo, mesmo sabendo que este não é bom como queremos.

Tomas de alencar disse...

Amigo Leitor , o que me refiro ...ainda é mais antigo que isso ....é à implantação desta républica...(para mim ,pouco mais que das bananas)...

um abraço
até breve...

leitor disse...

Tomas, aí dou-te razão. Também não gosto de desumanidades.
Um abraço

Justiceiro disse...

Palavras puramente demagógicas como uma sebenta de direito Constitucional,Teoria do Direito e direito judiciário permitem facilmente rebater.
Esquecendo questões doutrinais: ainda bem que os nossos Juízes e magistrados do Ministério Público não são eleitos e chegam/ascendem/ permanecem á carreira após anos de preparação jurídica e deontológica e mérito desmostrado. Assim se garante a qualidade e INSENÇÃO de uma justiça que é "coxa" não por deficiência dos seus operadores judiciários mas sim por obra e graça da legislação feita pelos "valiosos" espécimes que dentre os orgãos de soberania são eleitos e que revelam não só a este nível (mas a todos) falhas graves de ética, conhecimento e sagacidade que não sirva para satisfazer interesses próprios.
Magistrados "eleitos" é querer magistrados condicionados a tomar decisões poulares que garantam eleições...e cair numa autêntica "Fogueira da Vaidades" (livro que se aconselha a ler).

Anónimo disse...

Mas quem é que falou aqui em eleger magistrados? Não vi isso no texto No texto só depreendo que soberano é o povo ou aquele que ele elege. Os magistrados fazem o seu percurso e muito bem. Os outros profissionais também o fazem. Só que nos parece a nós povo que pelo menos alguns dos magistrados não exercem justiça mas injustiça. Exemplos não faltam, é só ver os telés.

Anónimo disse...

Só outra coisa: então tiram-se cursos de soberania? Cursos se soberania?

Daniel Savio disse...

Bem, não sei com é o sistema legistativo de Portugal, mas aqui no Brasil é através de concurso públicos sobre o trabalho que ele enfretentará, então aqueles que passam seriam que melhor conhecem o oficio, mas não quer dizer que seja a melhor pessoa para o oficio (como aquele politico corruptos)...

Fique com Deus, menino Carlos Jesus Gil.
Um abraço.