quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

E o Alberto e o Albino também...

Ok. Vida ao Alberto e ao Albino... e não só!:



E O ALBERTO E O ALBINO TAMBÉM…


IV


À VOLTA DA ORIGEM DA VIDA


A Vida terá surgido na Terra, depois de esta ter arrefecido o suficiente para o permitir, em ambiente aquático.
Pensa-se que o Grande fenómeno ter-se-á verificado graças ao ácido ribonucleico (RNA), o qual possui capacidade catalizadora de reacções químicas. Antes, julgava-se que apenas as proteínas possuem aquela capacidade. Como tal, a Vida teria começado com o surgimento de proteínas. Contudo, para existirem proteínas terá que existir genoma, mas para existir genoma é necessária a existência de proteínas. Assim, vê-se hoje como mais provável uma Vida surgida com a participação fundamental do RNA.
“ Muito bem (palmas), muito bem! “, “ Tu outra vez, Albino?!... “, “ Não, sou eu, o Alberto. Já não me conheces, narrador? “, “ É pá, conheço, desculpa lá! Ouve uma coisa, Alberto, eu já não vos tinha dito que durante uns tempos era melhor não me aparecem? “, “ Ó chefe, ó chefe, não nos faças isso. Por favor! É que, e eu falo por mim, não consigo viver sem ser nas tuas coisas… “, “ Então vocês não viviam nas narrações de outros narradores?! “, “ Isso devem ser coisas do Albino. É claro que nós só vivemos em ti. Vá lá, chefe!... “, “ Bem, em primeiro lugar eu não sou vosso chefe; em segundo… em segundo, já que admites que só existem em mim e que desejas tanto esta existência… vou contar contigo. “ “ Obrigadinho, che… narrador, obrigadinho!... E quanto ao Albino?... é que gostava que contasses com ele também! “, “ O Albino foi muito arrogante “, “ Arrogante, eu? Tu é que nos trataste de rastos, narrador. Tu foste até brejeiro no discurso, para não dizer que foste ordinário. Desculpa lá, mas… “, “ ……… Tens razão pá, tenho andado um pouco agitado, isso reflectiu-se no relacionamento que tive convosco nos últimos dias. Mas tu, Albino, também te portaste um bocado mal, pois foste intrometido e, por vezes, importunaste narrações importantes. É ou não é verdade? “, “ Se as narrações eram ou não importantes, não faço a mínima ideia. Agora é verdade, sim, que me intrometi e que importunei. Sentidas desculpas! “, “ Estás desculpado. “, “ (palmas)… Muito bem, estou muito contente. Narrador e Albino, já ganhei o dia! Agora só falta dizeres, narrador, que também contas com ele. “, Tá, também vou contar com ele. Mais ainda, vou arranjar para cada um de vocês uma bela namorada… e uma profissão. Que me dizem? “, “ Porreiro, magnífico, não é Albino?”, “ Sim, a parte da bela namorada é o máximo, agora a da profissão!... Estava a brincar, eu até quero constituir família, logo terei que ter uma profissão… e emprego, claro. “, “ Pronto, estou de bem com vocês, vocês estão de bem comigo. Óptimo! Vou começar a tratar dos vossos casos. Não sei o tempo que vou levar, pois não é empresa fácil o que vos prometo. Assim que tiver notícias convoco-vos, tá? “, “ Ok, obrigado! “, “ Obrigadinho! “, “ De nada, fiquem bem. “




Carlos Jesus Gil

18 comentários:

DanyOctrome disse...

E a história continua...
lol
está bastante interessante.
se não tiver nada que fazer aproveite e comento no blog para eu o melhorar...

parareter.blogspot.com

A Senhora disse...

Vim dar uma espiada e por aqui fiquei. Amando!

Ferreira-Pinto disse...

Estas desventuras de narradores e interpelantes, de Albertos e Albinos têm sempre um seu quê de mistério que nos prendem aqui ao monitor ... como se estivessemos à espera que a fornada seguinte de palavras estivesse à bica!

Fabrício Romano disse...

Valeu pela visita, cara...
Abç.

Mariazita disse...

Como estive uns dias sem poder vir, hoje tive que ler os posts em atraso, para não perder o fio à meada...
O Alberto e o Albino cá continuam prendendo a nossa atenção, e fazendo nos desejar o próximo capitulo.
São um tanto esquisitos, mas GOSTO DELES!

Até à próxima
Beijinhos
Mariazita

PS - Quanto ao surgimento de vida na Terra há quem defenda que foi o choque da matéria com a antimatéria que originou o Big Bang.
Que te parece?

xistosa - (josé torres) disse...

Começo pelo fim.
Não sabia que para constituir família e necessário uma profissão ... e pior que tudo, um emprego.
pensei que só era necessário não ter televisão.
Mas talvez seja do meu tempo ... que ainda não abarquei todas as modernices.
Então onde entra o Viagra?
E para que NÃO SERVE um preservativo?

Coisas menores.

Talvez a vida na Terra tenha sido semeada por mão que sabia da poda!

Daí aquele livro que alguns milhões seguem e perseguem ...
Mas que parece não ter continuação ... é que se foi assim, somos descendentes de incesto.
Por isso o mundo é incasto e torpe.

Não tenho aparecido, porque fui soterrado pela vida.
Abateu-se o mundo.
Já respiro e vou tentar trilhar os antigos caminhos.
Um até logo!

manela disse...

isto promete.

Laurindo disse...

Boas. Encontro aqui um bom espaço e uma boa comunidade. A história está interessante. bons comentários

batutaemeia disse...

noites boas. são teimosos estes personagens, mas têm a sua graça.

ICH LÍEBE DÍCH disse...

Oi meu amigo!!!
Desculpe, se na minha postagem...vcs não encontraram,aquelas lindas frases de amor....rsrsrrs, que estou acostumada a escrever.
Mas eu as vzs gosto de deixar de ser romântica..e ficar mais moderninha, mais ousada(se aquilo pode se chamar de ousadia).
Mas logo vou voltar a ser a doce e romântica amiga, mesmo porque,não faz muito meu estilo ser moderninha!
Beijos.....milllll!
Dina

Adorei sua visita!!!!

aa disse...

Simplesmente, adorei... acho fantástica esta forma de criatividade e narração... onde vai colocando personagens fictícias e ao mesmo tempo que parecem tão reais... E ainda por cima o Alberto e o Albino já começaram a fazer as pazes com o narrador... Acho que tem a ver com a aproximação da época Natalícia...:)

Anónimo disse...

bom comentário o do(a) aa. O Natal é mesmo assim, até na ficção tem influência. Não sei se foi isto que o Gil pensou mas pode ter sido.

Jaque Lima disse...

Primeira vez por aqui, achei diferente, chamativo, dessas coisas que prendem a atenção. Acho que Albino deve procurar emprego sim, constituir família, e ser homem, não que não seja.

Beijos!!!

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Carlos!

Foram apenas constatações em um excelente texto, com seus personagens a me lembrarem: Id, Ego e Superego. Alguma relação?

Mas que é excelente, isso é.

Rapaz, com a liberação do conhecimento, da informação, o pensamento livre começou a florescer. Agora, já se pode até ousar pensar diferente, de forma coerente e, o mais importante, a expressar esses pensamentos, sem que sejamos taxados de hereges ou coisa que o valha. As fogueiras aindaa existem, mas estão menos quentes ou bem mascaradas. Portanto, concentremo-nos no RNA, por enquanto.

Um abraço!!!

Déia disse...

Bom Dia..

Muito obrigada pela visita em meu blog, volte sempre que quiser a casa é sua!!

Beijos e tenhas um dia iluminado

batutaemeia disse...

então, a história vai ter continuação ou não?

Anónimo disse...

e a história continua com as piadas da alma e o estado de espirito apurado daki vai uma lembrança deste homem bem educado ahahahahaha lol

Anónimo disse...

lol ahahahahahahahaha