quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Para desanuviar

Para desanuviar, mas fundamentalmente para contribuir para um sorriso…melhor, riso, de uma amiga bloguista brasileira, vou repostar uma brincadeira. Bem gostaria de escrever uma nova! A falta de disponibilidade e, talvez mais influente ainda, a total carência de discernimento de tantos daqueles que se diziam meus amigos, cercearam-me, por ora, a já de si exígua criatividade.
Bem, que sirva o texto, que como todos os etiquetados como brincadeira pretende ser humorístico, para animar a minha simpática e brilhante amiga…Que ria, quanto mais não seja por isto não ter piada alguma!




TRATA-SE DE FICÇÃO, VELHA FICÇÃO


Pois, a história existe há bué! Por ser tão possivelmente ilustradora de realidades; por, simultaneamente, induzir hilaridade em níveis não despiciendos, vou recontá-la. Eis a dita:


Dois ministros das obras públicas, um xisez, outro ypsilonez, encontram-se, por ocasião de merecidas férias, no palacete com quinta adjacente, numa bonita e tranquila região de Xis. Tal não é o encanto da construção aludida, tal não é o deslumbramento causado pelo conjunto magnífico palacete – quinta, que em contemplação demorada o homólogo ypsilonez indaga: “ Eh pá, como é que conseguiste tudo isto? Tu há uns anitos tinhas apenas um apartamento, num condomínio de luxo, mas um apartamento!... Aliás, aquele onde vives. Vai daí, o xisez responde: “ Olha, estás a ver aquela auto-estrada? “, “Estou, e então?! “, “ Então que 30% dos milhões que ela custou vieram parar ao meu bolso! “, “ Ah, meu sacanita! “


Uns tempos passaram, quantos , aqui p’ra nós pouco ou nada interessa, pois nada acrescenta ao efeito, e os dois dignitários amigos voltam a encontrar-se. Em Ypsilon, desta vez:
Do aeroporto, o ministro xisez, já fora da administração central, dentro, porém, da administração de uma grande multinacional, fora, em limusina, directamente para o casarão, estilo Casa – Branca, mesmo no que toca à profusão se seguranças, do seu amigo ypsilonez.
Encontram-se no faustoso hall de entrada; abraçaram-se! Tudo bem práqui; tudo bem práli, e o espanto plantado na cara do xisez… “ Amigo, isto é tudo teu?, o casarão?!este terreno todo?! Eh pá, beltrano, como é que conseguiste tudo isto? “… O outro riu, riu, riu… A resposta surgiu de seguida: “ Sicrano, estás a ver aquela auto-estrada? “, “ Qual auto-estrada?!!! “.




Reformulação por
Carlos Jesus Gil

54 comentários:

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!

:D Gostei da história e do motivo!


beijinhos

stériuéré disse...

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS
Adotada e proclamada pela resolução 217 A (III)
da Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948

Preâmbulo

Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo,
Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os homens gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do homem comum,
Considerando essencial que os direitos humanos sejam protegidos pelo Estado de Direito, para que o homem não seja compelido, como último recurso, à rebelião contra tirania e a opressão,
Considerando essencial promover o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações,
Considerando que os povos das Nações Unidas reafirmaram, na Carta, sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor da pessoa humana e na igualdade de direitos dos homens e das mulheres, e que decidiram promover o progresso social e melhores condições de vida em uma liberdade mais ampla,
Considerando que os Estados-Membros se comprometeram a desenvolver, em cooperação com as Nações Unidas, o respeito universal aos direitos humanos e liberdades fundamentais e a observância desses direitos e liberdades,
Considerando que uma compreensão comum desses direitos e liberdades é da mis alta importância para o pleno cumprimento desse compromisso,

A Assembléia Geral proclama

A presente Declaração Universal dos Diretos Humanos como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efetivos, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.

Artigo I

Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.

Artigo II

Toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.

Artigo III

Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

Artigo IV

Ninguém será mantido em escravidão ou servidão, a escravidão e o tráfico de escravos serão proibidos em todas as suas formas.

Artigo V

Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.

Artigo VI

Toda pessoa tem o direito de ser, em todos os lugares, reconhecida como pessoa perante a lei.

Artigo VII

Todos são iguais perante a lei e têm direito, sem qualquer distinção, a igual proteção da lei. Todos têm direito a igual proteção contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.

Artigo VIII

Toda pessoa tem direito a receber dos tributos nacionais competentes remédio efetivo para os atos que violem os direitos fundamentais que lhe sejam reconhecidos pela constituição ou pela lei.

Artigo IX

Ninguém será arbitrariamente preso, detido ou exilado.

Artigo X

Toda pessoa tem direito, em plena igualdade, a uma audiência justa e pública por parte de um tribunal independente e imparcial, para decidir de seus direitos e deveres ou do fundamento de qualquer acusação criminal contra ele.

Artigo XI

1. Toda pessoa acusada de um ato delituoso tem o direito de ser presumida inocente até que a sua culpabilidade tenha sido provada de acordo com a lei, em julgamento público no qual lhe tenham sido asseguradas todas as garantias necessárias à sua defesa.
2. Ninguém poderá ser culpado por qualquer ação ou omissão que, no momento, não constituíam delito perante o direito nacional ou internacional. Tampouco será imposta pena mais forte do que aquela que, no momento da prática, era aplicável ao ato delituoso.

Artigo XII

Ninguém será sujeito a interferências na sua vida privada, na sua família, no seu lar ou na sua correspondência, nem a ataques à sua honra e reputação. Toda pessoa tem direito à proteção da lei contra tais interferências ou ataques.

Artigo XIII

1. Toda pessoa tem direito à liberdade de locomoção e residência dentro das fronteiras de cada Estado.
2. Toda pessoa tem o direito de deixar qualquer país, inclusive o próprio, e a este regressar.

Artigo XIV

1.Toda pessoa, vítima de perseguição, tem o direito de procurar e de gozar asilo em outros países.
2. Este direito não pode ser invocado em caso de perseguição legitimamente motivada por crimes de direito comum ou por atos contrários aos propósitos e princípios das Nações Unidas.

Artigo XV

1. Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.
2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de nacionalidade.

Artigo XVI

1. Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer retrição de raça, nacionalidade ou religião, têm o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Gozam de iguais direitos em relação ao casamento, sua duração e sua dissolução.
2. O casamento não será válido senão com o livre e pleno consentimento dos nubentes.

Artigo XVII

1. Toda pessoa tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.
2.Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade.

Artigo XVIII

Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular.

Artigo XIX

Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.

Artigo XX

1. Toda pessoa tem direito à liberdade de reunião e associação pacíficas.
2. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação.

Artigo XXI

1. Toda pessoa tem o direito de tomar parte no governo de sue país, diretamente ou por intermédio de representantes livremente escolhidos.
2. Toda pessoa tem igual direito de acesso ao serviço público do seu país.
3. A vontade do povo será a base da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo equivalente que assegure a liberdade de voto.

Artigo XXII

Toda pessoa, como membro da sociedade, tem direito à segurança social e à realização, pelo esforço nacional, pela cooperação internacional e de acordo com a organização e recursos de cada Estado, dos direitos econômicos, sociais e culturais indispensáveis à sua dignidade e ao livre desenvolvimento da sua personalidade.

Artigo XXIII

1.Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.
2. Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.
3. Toda pessoa que trabalhe tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.
4. Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e neles ingressar para proteção de seus interesses.

Artigo XXIV

Toda pessoa tem direito a repouso e lazer, inclusive a limitação razoável das horas de trabalho e férias periódicas remuneradas.

Artigo XXV

1. Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.
2. A maternidade e a infância têm direito a cuidados e assistência especiais. Todas as crianças nascidas dentro ou fora do matrimônio, gozarão da mesma proteção social.

Artigo XXVI

1. Toda pessoa tem direito à instrução. A instrução será gratuita, pelo menos nos graus elementares e fundamentais. A instrução elementar será obrigatória. A instrução técnico-profissional será acessível a todos, bem como a instrução superior, esta baseada no mérito.
2. A instrução será orientada no sentido do pleno desenvolvimento da personalidade humana e do fortalecimento do respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais. A instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos raciais ou religiosos, e coadjuvará as atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da paz.
3. Os pais têm prioridade de direito n escolha do gênero de instrução que será ministrada a seus filhos.

Artigo XXVII

1. Toda pessoa tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar do processo científico e de seus benefícios.
2. Toda pessoa tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica, literária ou artística da qual seja autor.

Artigo XVIII

Toda pessoa tem direito a uma ordem social e internacional em que os direitos e liberdades estabelecidos na presente Declaração possam ser plenamente realizados.

Artigo XXIV

1. Toda pessoa tem deveres para com a comunidade, em que o livre e pleno desenvolvimento de sua personalidade é possível.
2. No exercício de seus direitos e liberdades, toda pessoa estará sujeita apenas às limitações determinadas pela lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer às justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.
3. Esses direitos e liberdades não podem, em hipótese alguma, ser exercidos contrariamente aos propósitos e princípios das Nações Unidas.

Artigo XXX

Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos.

stériuéré disse...

Dito isto, espero sinceramente que os comentários relativos ao ser brasileiro, russo, americano,português ou mesmo de se ser zua , amigos isto tem que acabar. Axo que vivemos num país livre ( por enquanto) por isso comentem mas sem racismos sim?Beijos a todos os comentadores.
Stériuéré!

stériuéré disse...

Tomem atenção aos artigos XXVII(PONTO 1 E 2) E XXVIII
Somos todos livres com direitos por igualdade!

Humana disse...

Olá Carlos,
se a história existe à bué, infelizmente não é pura ficção não é?Existem tantos casos anedóticos destes e tão reais...
Beijos

Peter disse...

De facto já a conhecia, mas é actual no momento que se vive em Portugal.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Lira disse...

kkkkkkkkkk
Tem que ri porque se não ...como encarar estes parasitas que vivem as nossas custas?
Impossivel!Mas "enquanto houver sol ainda haverá esperança"

Tem selinho pra vc lá no blog

Beijos

Carol Garcia disse...

brigada pela visita, adoreei aqui !

Táxi Pluvioso disse...

Isto não dá para todos, mas parece que toda a riqueza criada neste últinos 20 anos era uma bolha, se os políticos em questão investiram em casas a pronto, estão safos.

zeus disse...

stériuéré...tb não entendeu a nossa mensagem. Leia por favor o comentário que fiz ao Bairradino no post anterior.
Quanto ao post em si...é a realidade dos nossos dias, em todos os aspectos, sectores, lugares, épocas. Até na amizade.

Darwin disse...

Auto-estradas, estradas, promessas e irregularidades nos concursos públicos. Era o que faltava! Então não se pode fazer um jeito a um amigo? Haja respeito! Isso é vulgar, comum e conhecido de todos.
A cunha é de há muito uma instituição nacional. Quando for para o mercado do trabalho é melhor que conheça alguém que tenha um ministro por amigo. Ou um secretário de estado, até mesmo um deputado ou um presidente de câmara. Pode não iniciar funções na profissão para que andou uns anos a queimar as pestanas, mas sempre se arranja um qualquer lugar de assessor. Sim, com carro para uso pessoal, gasolina, despesas de representação e cartão de crédito. Para compensar o ordenado que não é lá grande coisa, apenas dois mil euros. E agora aparecem comentários, como se estivéssemos perante coisa nova e de que ninguém soubesse? Há de facto gente com muita lata. Que só reage por despeito e por inveja. Não seria melhor que vissem os amigos que arranjam e avaliassem se os mesmos lhes podem servir para alguma coisa, fazendo-os subir na vida?

Peço desculpa por me alongar, não quero com isto interferir com os valores de cada um.

Zacarias disse...

O miúdo vê um casal de cachorros encavalitados, no meio da rua e pergunta à avó:
- O que é que eles estão a fazer, avó?
A avó atrapalhada tenta dar-lhe uma explicação:
- É o seguinte, Zezinho: como o cachorrinho de trás está com a patinha magoada, o cachorrinho da frente deixou o outro apoiar-se nas suas costas para andar.
E o Zezinho, indignado:
- É sempre assim. Um gajo ajuda os outros e ainda é enrabado!

Ferreira-Pinto disse...

Pois ... a auto-estrada, pelos vistos, deu sumiço!

Carla disse...

gostei da história e confesso que me deixou um sorriso...para não chorar!
beijos e bom fim de semana

Cadinho RoCo disse...

E de pensar que isso está a emoldurar a realidade de alguns fulanos pra lá de oportunistas.
Cadinho RoCo

Anónimo disse...

Então srs. Dawrin e Zeus, ainda por cá andam?
Já entenderam que este blog não é para pseudo-intelectuais Ou então querem destrui-lo. Sinceramente acho que não tem capacidade para isso.
Ó Gânia noticias, não consegues enganar ninguém…então agora és o Zacarias? Boa malha. Troca-se os nomes e a merda continua a mesma.

Zacarias disse...

Chega de atacar, de criticar tudo. Temos de acreditar mais nos nossos políticos. Temos de ter mais respeito e auto-estima pelo nosso país. Se os outros países têm políticos corruptos, porque é que Portugal não pode ter? Somos menos que os outros são? Isso é o que os estrangeiros querem, pá! Temos que mostrar ao mundo que somos capazes de fazer melhor para surpreender o mundo. Para que Portugal seja falado lá fora porque isso é bom para o turismo, porque as pessoas depois ficam curiosas, ouvem falar disso e querem ver. Nós somos um grande país! Isto já foi tudo nosso, pá! Este quadradinho já deu cartas lá fora, os Descobrimentos, o Eusébio, o Figo, o Ronaldo, o Mourinho e com algum esforço chegamos lá.

Obrigado pela distinção, anónimo das 13:54, de facto és um tipo com uma perspicácia fora do comum. É que ninguém tinha reparado nisso, pronto agora lá tenho eu que ir ver “As tardes da Júlia”.

jose terra disse...

muito bem!!!
isto está a ficar bonito,não me digam que por causa da ponte nova (BOMBAS DO MANECAS)ainda pensam que tenho casa de borla....!!
ainda não viram a ponte?
mas eu já tenho casa na praia.
abraços.

Gilbamar disse...

Rimos e choramos ao mesmo tempo ante a tirada bem humorada do fato que tem tantos traços de verdade. Não se vê esse tipo de coisa por aí?

Abraços.

bairradino disse...

Sim, agora mais do que nunca sabemos que é vital a presença do estado na economia e na regulação. Mas não um estado corrupto.

O Profeta disse...

Atravesso o céu em sonhos
Três aves do mar, três raios de sol, três punhais
Seguem-me apontados à solidão
Ah este vento que sopra nos brandais



Vem viver comigo uma história real…


Bom fim de semana




abraço

Uma Ilha disse...

Se existe disto e muito mais...Abraço

Anónimo disse...

Bem, pelo menos vã mudando os comentadores...

Solimar disse...

Colorido, isso daqui.
Não sei nem o que você quer dizer em seu comentário mas tá engraçado.

Beijinho grande

ICH LÍEBE DÍCH disse...

Olá!
Diante de um mundo onde o enganar e mentir é um meio
de alcançar promoções e tirar proveito,........nos temos os políticos; ladrões educados de terno e gravata Enquanto existir políticos.... impunidade e pessoas dispostas a serem enganadas e roubadas...... teremos sempre uma piadinha “engraçada e vergonhosa”,a ser contada.....Porque para se viver em sociedade, é preciso se deixar enganar......rsrsrsrsrssrsr!!!
Adorei!.......É bem o retrato do meu país!
Beijos em seu coração...

o que me vier à real gana disse...

Zeus, Zmb, a vocês, com simpatia sincera, pois do pessoal em desacordo são os únicos que conheço e de cuja amizade não duvido, respondo em jeito de pergunta: onde é que está o mal de construir aqui uma auto-estrada, quando esta não implica a destruição da “via-rápida" que tínhamos!?

J.J., parabéns pela bebé, sinceramente k desconhecia, apesar - há pouco vi -, de já teres feito aqui referência ao facto!

P.S. os nossos novos co-comentadores comentam e bem. Os k só cumprimentam, normalmente é pq é a 1ª vez e estão a retribuir cumprimentos meus.

Abraço amigo a ambos.

instantes e momentos disse...

muito bom o post, muito bom teu blog.Gosto daqui.
Tenha um belo final de semana.
Maurizio

Srta Emy disse...

Txa...
Essa foi boa!:P
Tou linkando vc, hein?
Beijo malvado!
:*

Inside Me disse...

que lesado olha: qual alto-estrada? dããããã hahahahaha obrigada pela visita, valeu mesmo, belo texto aqui, bjinhus

mélita disse...

Há governantes corruptos, pois há. Mas são crrompidos pelos privados gananciosos.

Victor Manfredine disse...

esse é o nosso mundo:
é assim e vai ser assim
durante muito tempo ainda.
fazer o que..
não dizem que a única arma
que temos contra tudo isso
é o voto? pois bem!
votei e tudo continua o
mesmo k7 de sempre.

esse é o Brasil que sonha.. o/

Nadezhda disse...

O caso da minha cidade está mais para o segundo!

Ficou muito boa ;)

Ana Maria disse...

Sempre vai continuar os gananciosos e os corruptos.
Obrigada pela sua gentil visita.
Meus beijinhos!

Táxi Pluvioso disse...

Apesar de tudo o que dizem é melhor que a Björk.

tibeu disse...

he he he gostei da história. bj

jose terra disse...

bom dia gil.
jose terra

plageonline disse...

Mas quem diz que uma boa auto- estrada não faz falta??

Fazem falta é muitas e boas auto estradas (e já agora aeroportos e pontes e tgvs)!!!

e que me desculpem os amigos da Quercus!

alberto joão disse...

Ó homem, eu concordo com isso. mas não me ponham a Madeira no mesmo saco. Boa tarde.

espinhos e outras flores disse...

Ontem já era assim, hoje é, amanhã será. Muda-se a embalagem, o nome, mas a substância... raramente muda! Já conhecia a historieta, mas confesso que me agrada o toque pessoal que lhe foi introduzido à Real Gana. Obrigada pela visita. Passarei por aqui de vez em quando... desde que não cobres portagens.Hehe!...
Bom fim de semana.

Idylla disse...

Oiiiiii
vc ta aonde, em q cidade, pq vi nos seus coments p mim q o verão ai acaba de acabar...huaauhau

bjaumm

Mello disse...

É assim que aparecem muito milionários... Grandes verdades!

Beijinhos,

Graça Mello

Quase Trinta disse...

ficção baseada em fatos reais né?? rs

daniel disse...

Carlos Gil

A estrória, se não for vista com cuidadinho, pode induzir em erro indiciará corrupçao!... è mais para lamentar, coitadinhos!... Curruptos como? O empresário só deu uma gorgeta pelo enorme esforço feito!...
Ele há lá currupção!...
Um abraço,
Daniel

O Profeta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Profeta disse...

Atravesso o céu em sonhos
Três aves do mar, três raios de sol, três punhais
Seguem-me apontados à solidão
Ah este vento que sopra nos brandais



Um feliz domingo para ti



Abraço

Alberto João disse...

Caros cidadãos, a crise sempre na hora do dia. Hoje mais uma reunião na União Europeia. Atenção povinho, há que ter também juizinho. Não se pode gastar mais do que se ganha. Há que fazer poupança. Cuidado com os cartões de crédito. Isto são conselhos grátis. Faço o mwesmo na minha ilha.

stériuéré disse...

zeus, o meu comment não foi pa comentar o post mas sim mostrar a alguns comentadores que a discriminação já enjoa. Mas vou comentar-
Auto-estradas, por aqui há muitas, umas novas umas velhas, enfim, por cá , nunca deixaram de existir auto-estradas. O grande problema é que novas e velhas, que as paga, são sempre os mesmos. Isso é que tem que acabar!
Tal como essa auto- estrada referida no post, o Magalhães, tb por si era pa meter uns 4 % de lucro no bolso ,cujo nome agora não me recordo. Mas, o que interessa realmente é o país avançar, e não vejo meios disso acontecer.

Amandinha disse...

Obrigada!
e é sim, talvez não o que eu mais quero, mais o que eu quero muuito!
Gostei daki ;)

Bjs

GUILHERME PIÃO disse...

Infelizmente isto acontece aos montes e não acontece nada.
Já esta na hora de fazer algo a respeito...
Corrupção é o começo da desgraça de um país...o meu Brasil esta uma draga....
Abraços

Taynar disse...

hahahahahhahaha

Pô, aqui no Brasil é assim mesmo.
Se eu te contasse a odisséia da construção de um hospital aqui de Belém...

Beijos, moço

Mariazita disse...

Como anedota, até teria bastante graça. O problema é ser o retrato tão comum de quem embolsa os bens que não lhe pertencem.
Isto não acontece só em Portugal.
Vê o que se passou nos USA, com altos executivos num resort de alto luxo, a gastarem milhões, depois da empresa ter declarado falência. Sabes do que estou a falar...
Mas a nós, portugueses, interessa é o que se passa em Portugal, certo?
E os exemplos de corrupção por cá também abundam!!!
Beijos
Mariazita

o que me vier à real gana disse...

Mariazita, gastaram quinhentos milhões numa semana...já depois de terem recebido a ajuda governemental... do povo... É roubo!

o que me vier à real gana disse...

Na verdade é menos grave, é furto,pois não houve violência física...Vergonha!