sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Repostagem




LÁs


O , é sempre o , a coisa está sempre no , mas quando a chego…
Já estive em tantos lás, e em sis, dós, rés, mis, fás, sóis!
…Já em não estava, a dita cuja. Sempre que a chego, de parto de imediato. Miragem…
Já nada me prende a , ao infinito dos lás!
Chego a imaginar trama, maquinação, sei lá!... Pois são tantos os lás, tantos, todos feitos uns com os outros numa conspiração atroz!
Como é fugaz a minha estada em cada !
Será mesmo que o que procuro está em ? Começo a ter dúvidas, sérias.
Imponho-me outra Geografia, menos natural. Talvez a coisa esteja em lá sustenido, ou bemol
Sou tentado a viajar para estes lás menos naturais, porém, quiçá, mais funcionais!




Faço de tudo p,ra chegar a .
Veemente busca, porque é lá que está.
Faço de tudo p,ra chegar a ,
mas…de parto como fui de cá!

Frenética existência,
esta que da busca se alimenta,
que só logrará o que intenta
se plena for de ousadia e paciência
e, mais que tudo,
do muito querer fizer a sua essência!

…Sim, poderei chegar à um dia óbvia conclusão de que o é cá!




Carlos Jesus Gil

20 comentários:

Inside Me disse...

o lá é cá, acho que qd a saudade aperta, acaba unindo dois universos distintos... bjs e obrigada pelo elogio

B... disse...

estamos todos atras de lah..
que nunca chegamos a estar lah..
mas sempre a buscar o lah

Gânia "notícias" disse...

"O Cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado do Vaticano, apelou à «rebelião» dos cristãos face aos «senhores destes tempos» que exigem o seu silêncio «invocando imperativos de uma sociedade aberta»".

Comunista de um raio! Diz-me lá onde fica a tua sede sindical para eu mandar a polícia ir lá passar revista. Onde é que já se viu, andar aí a apelar à rebelião? Todos a portarem-se como carneirinhos é que é bonito! Ai, querem ver que o Estado e a Igreja ainda se chateiam...

Mariazita disse...

Vá-se LÁ saber porquê...deu-me na real gana vir até aqui.
Bom, eu sei porquê.
Vi, no SEMPRE JOVENS, onde comecei a colaborar em 5 de Agosto (apenas à terça-feira) um comentário que me chamou a atenção.
E resolvi vir CÁ meter o nariz.
Gostei! Francamente, gostei muito.
Vi apenas os últimos 2 ou 3 posts, e fiquei com vontade de voltar, com mais tempo.
É o que farei. Já está nos meus Favoritos, por causa das dúvidas...
Até breve.
Beijinhos
Mariazita

Darwin disse...

Amigo Gana, assim não vamos lá!
Como é que queres que eu comente tantos “lás”, pá?
Mediante a minha...Eh pá, não queria usar a palavra estupidez, a... vá lá ajudem-me... chamemos-lhes limitação intelectual, para comentar o post, vou comentar umas notícias que estava a ler antes de vir ao blog.

Li nas notícias que os americanos inventaram uma mochila à prova de bala. Dizem eles que estão preocupados com a segurança nas escolas, devido aos massacres que acontecem por lá com alguma regularidade. Aparentemente, aquela mochila é feita de um material semelhante ao dos coletes à prova de bala e pode ser usada pelos alunos como uma protecção.
Agora é a parte em que eu pergunto: então e por que é que não criam leis que limitem o acesso a armas? Ah, pois é, há a questão do dinheiro, a indústria do armamento ia ficar lixada e deixar de patrocinar campanhas eleitorais. Têm toda a razão! Aliás, com as mochilas a custarem cerca de 130 euros, isto é um valente empurrão na economia. Os americanos, de facto, são um povo que está muito à frente...

Encontrei também esta notícia "Portugal é um dos três países mais desertificados da Europa segundo as últimas análises realizadas pela Agência Espacial Europeia e pela Desert Watch."
Afinal andámos aqui a dizer cobras e lagartos do meu amigo Mário Lino, quando no fundo, ele tinha razão. O único erro dele foi a omissão de que o deserto era Portugal inteiro e não somente a margem Sul.

zeus disse...

Eu gosto de andar entre lá e cá. Passar o ano inteiro cá cansa, por isso volta e meia sabe bem ir para lá. E depois, é sempre bom comparar a vida de lá com a de cá...aí ainda nos dá mais vontade de ficar lá e de não voltar para cá. No entanto a nossa vida está cá e não podemos ir sempre para lá. É que ir para lá está caro devido ao preço a que os combustíveis são practicados cá. Agora cá também temos o problema da criminalidade, já comparada por muitos a algumas terras de lá. O Governo, esse continua impávido e sereno lá (no poleiro) e a malta cá que se amanhe. No entanto até nos vão dando uns lás (Lá bemol, lá natural, lá sustenido...ou seja...dão-nos música)e a malta cá que se continue a amanhar.
Resumindo e concluindo...uns cá, outros lá...é preciso é ir levando a vida da melhor maneira possível, tentando sempre darmo-nos todos bem com os de cá e com os de lá. O resto...é b'lá b'lá b'lá.

pin gente disse...

deixa lá, porque o lá é mesmo cá!

Cyntia Taborda ") disse...

Ewww là
la la laasss!
eheiueheuheihe

;**

daniel disse...

O que me vier à real gana

Lá ou cã, desde que não entremos em ses, deve ser sempre etar bem. É sempre qustão optativa.
Mas olha fizeste um poste a fazer reflectir, parece simples, mas questiona!

Daniel

Bandys disse...

Obrigada pela visita lá!
beijos

Daniela Filipini (: disse...

É confuso, mas é bonito ^^

alberto joão disse...

Não é político, mas gostei. Faz pensar.

xistosa - (josé torres) disse...

Cheguei cá e vi os lás.
De música, cá, só percebo a corneta do amolador, quero dizer do ou da peixeira que teimam em vir cá, porque o que cá vem amolar, tem uma gaita de beiços e toca cá prá gente.
Nesses imensos emaranhados que são utilizados cá pelos filhos da pauta, suponho e suponho cá para mim, que devem existir uns lás.
"Sostidos" ou "sostenidos" ou à balda, por cá se desenvolvem e eu que sou "surdo" prá música, cá fico satisfeito.
É que é tudo cá.
O desemprego cá ... é melhor não continuar.
Os salários cá ...
Os ordenados dos administradores cá ...
Temos de tudo cá.

E á grande e por cá á francesa.

Só agora é que vi que era lá ...
Mas não está tudo perdido, porque lá, os juros são, eram remunerados a 4%, (agora não sei lá o que se passa, saquei a massa e vim de lá, para cá)) quando cá, ainda pagávamos para nos guardarem lá, o nosso dinheiro.
O "pitról" lá ... não tem preço, está lá em saldo.
Talvez cá encontre a felicidade de cá ficar ...
Vamos lá a ver!
Por cá uma boa semana.

Quase Trinta disse...

hahaha
não é q vc tem razão... o lá e cá

Gânia "notícias" disse...

Uma colega nossa comprou um carro novo, topo de gama e orgulhosamente saiu do concessionário conduzindo-o. Mais à frente, percebeu que não conseguia mudar as estações do rádio do carro, e retornou ao stand para falar com o vendedor. Este, muito solícito, explicou-lhe:
- Desculpe, minha senhora. Esqueci-me de avisá-la que este é um rádio de última geração e tecnologia altamente sofisticada; para activa-lo basta usar a própria voz pedindo o género musical. Por exemplo:
Música sacra!
E o rádio: - "Aleluia... Aleluia..."
A nossa colega ficou maravilhada, agradeceu e saiu conduzindo satisfeita. Alguns
kms adiante, diz:
- Rock and roll!
E entra uma música dos Rolling Stones.
Deslumbrada, ela mal se apercebe da aproximação de outro carro que vinha em sentido contrário, e num reflexo, consegue desviar-se do outro, salvando-se de uma colisão frontal.
Passado o perigo, ela ainda a tremer e fora de si, dá um grito de raiva:
- FILHO DA PU****!!!
No mesmo instante a música pára e o rádio emite a seguinte mensagem:
- "Interrompemos a nossa programação para ouvir uma comunicação do Excelentíssimo Senhor Primeiro Ministro José Sócrates.”

Gânia "notícias" disse...

Dia Europeu sem carros
Comemora-se hoje dia 22 de Setembro, o dia Europeu sem carros, independentemente das iniciativas mais ou menos organizadas pelas diversas entidades, cabe-nos aproveitar este dia, para recordar a todos que a utilização do carro deve ser minimizada.

Deslocarmo-nos daqui para a li e sem hesitação, lá vamos nós de carro poluindo o ambiente, com gases de escape e ruído. Se pensássemos mais um pouco na nossa saúde, tudo faríamos para andar a pé ou utilizar a bicicleta.

Cabe-nos a nós mudar os nossos comportamentos adoptando uma atitude mais saudável, mais verde, respeitando mais o ambiente.

Sugerimos a todos hoje um passeio pedestre, de bicicleta, de triciclo ou de patins pelas ruas do nosso concelho.

Adira e deixe o carro em casa............

o que me vier à real gana disse...

Obrigadinhos musicais e filosóficos (estou a ser vaidoso!) a todos os que CÁ estiveram.
Xistosa..., tá genial!

stériuéré disse...

Entre o lá e o cá, era mais onde me sabia bem estar. Sem o lá para ir e o cá para voltar. Talvez seja mesmo isso, a tua ideia gana da tua vontade de descobrir por onde andas.

D. Quixote disse...

Lá? Atrás do SoL Posto? Ou a Insustentável Leveza do Ser?

o que me vier à real gana disse...

D. Quixote, resume-se, efectivamente, a essa trilogia... que a não é, mas sim tão só uma monologia!