sexta-feira, 27 de julho de 2007

Jazz

CONCERTO DE JAZZ

Assisti, ontem à noite, em Coimbra, a um concerto de jazz. Não é meu hábito, por motivos diversos que não vêm agora à baila, de maneira que fora necessária grande força espiritual para vencer a relutância que me eivava. O facto de ser ao vivo, ajudou; o facto de a vocalista do quinteto ser a minha amiga Fátima ramos, empurrou-me.
Bem, foi fantástico! Os TAKE FIVE (…concordo, o nome carece de alguma originalidade, ou talvez não. Pode muito bem ser uma singela homenagem ao tema e ao compositor. Pode ou não pode?) possuem a ferramenta toda para desbravarem caminho. Quanto à minha amiga Fátima…, a cachopa efectivamente tem queda para aquilo.
De modo que me ocorre instá-los: continuai malta, continuai!


JAZZ


Quando o jazz não é “só” um exímio desfilar de escalas embebidas num ambiente harmónico dissonante - mas lógico; quando o jazz não é “só” isto e a rítmica empatiza..., não se torna o ramo sonoro da Matemática e, então, é música Divinal!




Carlos Jesus Gil

3 comentários:

Fátinha disse...

Os "Take Five" agradecem tão elogioso comentário... A cantora idem.

F.R. disse...

Deixei referência para visita a este blog www.emtonsdeazul.blogspot.com.

Tomas de Alencar disse...

Tambem gosto!!!