quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Até sexta, Copenhaga... E depois?

Boa tarde, caros companheiros!
Gostaria, para já, de desculpar-me por neste passado recente não vos ter visitado e por continuar assim por mais uns dias. O facto é que me encontro sem net, por diferendo com a poderosa operadora de quem tenho sido cliente... bom cliente, diga-se!
Aqui fica outro texto sobre a ordem destes dias:




ATÉ SEXTA, COPENHAGA… E DEPOIS?

São necessários, a curto/médio prazo, cerca de dez mil milhões de euros para ajudar os países pobres, aqueles que menos contribuíram para o efeito de estufa não-natural – o natural, esse é desejável que nunca sucumba, pois sem ele... ai de nós! -, a poderem adaptar-se aos efeitos directos e indirectos das alterações climáticas... Mas que adaptações?! Então?!... Entre um universo enorme de coisas, coisinhas e coisonas, refiramos a economia – uiii, tanta água que aqui desagua!: saúde, habitação, agricultura, silvicultura, pecuária, ecossistemas... Dinheiro, muito, que as mesmas inevitáveis adaptações, vão exigir. Ainda que em Copenhaga se consigam as ferramentas que permitam uma mitigação do problema, à necessidade das adaptações já ninguém se livra... Sim, sei, até porque a isso me liga a minha profissão, que ciclicamente o planeta assistiu a fenómenos semelhantes, só que agora a exasperação é maior, pois o homem meteu-se, eh pá e bem, desde que agora assuma!, ao barulho.

Em suma, Mitiguemos quanto possível, mas preparemo-nos para as impreteríveis adaptações... todos. Senhores governantes, que com o texto praticamente redigido chegam a Copenhaga para decidir, decidam o melhor possível, e abram as carteirinhas. Não há outra forma!

Carlos Jesus Gil


14 comentários:

leitor disse...

Será que os exploradores das matérias-primas, e que dão peixe em vez de ensinarem a pescar, vão abrir os cordõesà bolsa?

Daniel Savio disse...

Espero que eles escolham não a melhor coisas para eles, e sim para o mundo...

Fique com Deus, menino Carlos.
Um abraço.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Está todo desculpado !
Eu tenho net mas não tenho tempo mas não queria deixar passar o natal sem passar aqui para te desejar um FELIZ NATAL e UM ÓPTIMO ANO NOVO !
E que se encontre uma solução para salvar a terra !
Obrigada pelas tuas amáveis palavras no meu cantinho.

beijinhos

Verdinha

atento disse...

E achas que esses egoístas que só pensam no poder vão abrir as carteiras?

Flor disse...

E DEPOIS???!!!...
Continuamos nós "Pequeninos",mas bons,com principios éticos e alguma consciência a fazer Triagem de lixos, usar lámpadas econômicas,etc...´
Um Louvor aos "Piquenos" q no jardim d infância e ensino básico já sabem mais de Ambiente do q os "Brilhantes" mandões de Copenhaga.
Tudo maravilhosamente Lindo...a começar pelo "dinheirinho"!!!Milagres?!?!Parece q tão esgotados...

"Se tds habitantes do Mundo usassem lâmpadas incandescentes,em 2012 a poupança gerada seria equivalente à eletricidade produzida por 80 CENTRAIS NUCLEARES".....(in Visão)

Eh Gil...isto tá ser cá uma dose...Toxicologia/Copenhaga...os gajos o tempo q andaram em copenhaga, deviam era assistir às minhas/tuas aulas!ah e já agora fazerem o exame...pq cm um dos teus comentadores do blog já referiu, o discurso já vai escrito...sabem lá mtos do q tiveram a falar!!!!...

Abraço a todos!

Flor disse...

...Já me tava a esquecer...e pq curti imenso o coment do TaxiPluvioso ao post anterior...Se tamos a falar da mesma Lili...A Srª pode-se considerar um Transgênico!!!...eheeehehe...pois tb tem mto q se lhe diga...a começar pelo uso da Toxina Botulínica(o tão conhecido botox) na cirurgia estética...Rugas...malditas rugas!!!...não lhe olhe é p as mãos...

Gosto dos seus coments,com os quais me farto de rir...

batutaemeia disse...

Lá é cada um para os eu lado. Hoje vão ter que fazer maratona. Espero que faça Bom Tempo naquelas mentes.

Dexter disse...

Esta Flor é uma seca...

Anónimo disse...

Este blogue é uma seca. Sempre os mesmos insonsos sem opinião formada, a limitarem-se a escrever lugares comuns. Requiem pelo Grande Oquemevierarealgana. Paz à sua alma!

Flor disse...

Srº Dexter obrigada!A partir de hoje passe à frente os meus coments sem ler...pena q não tenha acrescentdo nada!!!
Srº anónimo insonso são aqueles q se escondem atrás da palavra anónimo.Tb é lamentável q não tenha recriado nada de interessante aqui p a malta...mas as criticas são do melhor q há na vida é através delas q "crescemos"...

Vá a Flor vai então deixar espaço a vocês e aos vossos maravilhosos coments,que tou com curiosidade de ler...

oh srº anónimo qual é a parte q não percebeu do q penso qto ao q se passa em copenhaga?!Gosto de brincar com coisas banais,agora não me lixe que tamos a falar de um assunto bem sério...

O Espaço é todo seu para falar de "lugares não comuns"...ficamos à espera!!!Já agora com nome...Personalidade!!!...
Para vcs "Plantar couves faz mto bem a pessoas temperadas"...

Florbela do Rosário Dias disse...

...ah e Flor só p´amigos.
Flor diminuitivo de Florbela...
Florbela do Rosário Dias,p´"fontes de água e pessoas Temperadas".
...Eu fico mmo com os insonsos de sempre, q têm toda a permissão de me tratarem por Flor.
Agora estejam à vontade,q neste blog impere sp a liberdade de expressão...

Um Santo Natal aos insonsos e tb aos temperados cá do sitio!!!...

Anónimo disse...

Anonimo requie Homem, mostre aos insonsos como se faz.Deixe que lhe diga que esteva bem mal.Mas concordo com a Flor,ficamos a espera do seu sal.

C.M. disse...

Ao Autor deste Blog,começo por pedir desculpa por ocupar aqui o espaço,com assunto tão "pequeno".Comecei a passar por aqui com a influência da Flor(nossa Florzinha cá do nosso jardim),nunca comentei;mas depois de ter lido esta noite alguns comentários,não posso deixar de o fazer.
Claro que sou suspeito,trabalho há muitos anos com a Flor e já partilhamos Momentos Bons e Momentos Péssimos,muitos,já não têm conta...
Florzinha para a próxima espeta aqui aquelas equações fisicas brutais que de lugar comum não têm nada; para estes Sros que andam cansados da tua linguagem acessivel perceberem melhor as coisas e fugires do dito comum.Tu até sabes explicar a destruição do Planeta através das mesmas,concordo com as criticas feitas a ti nesse aspecto;uso de lugares comuns!!!
Porque gosto de falar com algumas certezas,Sr Dexter,após pesquisar post anteriores,realmente as suas intervenções são dignas de registo;aparece sp a criticar os outros quando não mostra nada,não diz nada além disso.Mais; Homens q usam frases vulgares "a brecha da rapaziada"só podem mesmo achar a Flor uma seca!Pq se há coisa que marca a Flor é a diferença;vulgaridade é palavra que não se aplica de todo à mesma.É natural que Homens "Machos" se intimidem com a inteligência Feminina!!!Critique menos e faça mais.
Florzinha a ti aquele Abraço,sabes o quanto admiramos a tua Força,a tua Alegria mesmo nos dias cinzentos,dedicação,tempo e carinho que tens sempre para com todos.Compreendemos o teu mau feitio pela transparência da tua pessoa,usa-o aqui e dá sal a estes criticos maravilhosos.Sinceramente já tens tanto que fazer e com que te preocupar,não te estou a perceber no tempo que perdes a dar respostas a quem não te diz nada nem nada é!

Boa Sorte para o exame,volta depressa que já cá fazes falta;até a chefe já tá com saudades que lhe escondam o carro!E não te escapas da noitada divinal com muitas caipirinhas a rolar!!!
Carlos Gil,não o conheço mas sei que a Florzinha tem muita consideração pela sua pessoa;partilhamos amizade de alguém que conhece muito bem a palavra "Amigo";Desejos de muita inspiração para continuar esta caminhada,que as pessoas parecem não entender que nem sempre é fácil...

C.M.

Anónimo Zé disse...

Ena que isto agora aqueceu! Vem mesmo a propósito do que se está a passar em Copenhaga.

Dona Flor, peço desculpa se a melindrei mas o meu comentário não era propriamente dirigido a si. E deixe que lhe diga que a minha alusão aos lugares comuns também não tinham nada a ver com este post. E mais, se quiser fazer um pequeno exercício de adivinhação, sempre lhe digo que fui dos primeiros a comentá-lo.

Também lhe digo que o facto de me esconder atrás do anonimato não me torna um cobardolas insonso. Para mim vale tanto o epíteto de anónimo como a assinatura de Florbela do Rosário Dias, que, para mim, é uma desconhecida. Ou seja, não se pode considerar isto um jogo desigual. Olhe, mas se a incomoda o anonimato, passe a tratar-me por Anónimo Zé, pronto, já tem um apelido.

Agora vamos ao que me quis referir.

Convido-a a passar as lentes, se é que as tem, pelo historial deste blogue. Vá passando pelos sucessivos assuntos aqui debatidos e compare, não com os temas, mas com os comentários que ultimamente aqui têm sido lavrados. Talvez assim possa compreender melhor o meu desabafo. E olhe que não está a tratar com nenhum anónimozeco de meia tigela, está perante uma pessoa que já deu grandes contributos neste e noutros blogues e que sempre debateu ideias e que estima em ser elogiado nos escritos que produz, mas também tem elogiado o de muito bom que aqui se fazia há uns tempos atrás.

Agora, orações curtas, onde quase não existem complemento directo e indirecto, não me peça para apreciar porque devo a mim próprio um muito maior grau de exigência.

Saudações Dona Flor e continue. Neste momento, é a senhora o único foco de interesse nesta paupérrima sensaborice em que este espaço se converteu.