sábado, 30 de maio de 2009

Sombra... na luz; no escuro

SOMBRA… NA LUZ; NO ESCURO


O que há mais é solidão!

Existem bué delas
De coisas
Mas o que há mais é solidão!
Atentem na peça x daquele motor!
… Junta com outras, não?
Pois é, não se livra ela da solidão.
Há diálogo
Tão só!

Arquitectura
Engenharia
De tudo
De todos
Eiva-as a solidão!

Vielas abundam:
negócio
Longas avenidas:
Amizade
Sim, e boulevards:
Amor

Mas o que há mais é solidão!

E também intermitência!

Em Tudo
Em Todos
solidão!




Carlos Jesus Gil

8 comentários:

linda disse...

Ei, deve ser fixe mas não entendo nada rsrsrsrs

bj

AZUL DRAGÃO disse...

Podes crer !




Abraço

Graça disse...

Vim fazer-te um pouco de companhia :)... ainda que intermitente.

O título do texto... é quase um poema antitético.


Um beijo para o teu domingo, Carlos

Mariazita disse...

O “Lírios” assinala o Dia Mundial da Criança.
Queres ir conferir?
Um dia feliz.

Beijinhos
Mariazita

raulus_brutus disse...

A solidão é uma hipérbole para a não compreensão.
Tudo é solidão se não entender o que o liga ao resto.
Nada é separado, nem a solidão!

ou então não...

dragao vila pouca disse...

Solidão, melancolia, era tudo o que sentia...já dizia a canção.

Ontem lá estive no Jamor, que dá para uns belos piqueniques e pouco mais.

Abraço

Monique Frebell disse...

A solidão impera no mundo de modo que ninguém a vê ou prefere esconder, não sei dizer!

Obrigada pelas constantes visitas no meu mundo multicolorido!

Um super Beijo!

=)

* Bela* disse...

Fuja da solidão, mergulhe na imensidão de amor que existe dentro de vc e esqueça do vazio, do que não tem forma, do que é indefinido, do que não tem explicação.
Viva somente pelo que te faz feliz e seguro!

Bjinhus =)