sábado, 13 de outubro de 2007

À Tânia Loira Linda, que adora o oceano.

DESEJO


Se tocares a água dele,
é a minha pele que sentes!...

É tão velha quanto o mar;
quanto o sol;
quanto o luar.
Tão jovem quanto as estrelas,
os planetas,
os filhos do universo que nascem a cada instante…

Dentro de mim também parem
coisas que nem conheço;
todo eu paro,
a todo o instante, como o universo parideiro.

A dedicação que te tenho
é toda do meu parir.

A ti esta poesia!
A ti que vês feeria
no oceano e…, desejo meu,
na ambivalência da minha pele!


Carlos Jesus Gil

2 comentários:

primita mai'linda disse...

Poças, priminho...!!!
Fiquei sem palavras....
Sera que a tua fonte d'inspiraçao o ira ler???Esperemos que sim...!
beijito~~
( e diz qqr coisa, porra!, ja 'tou com saudades!!):))

Tomas de alencar disse...

Tà lindo carlitos!!!